REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 https://periodicos.ufrn.br/ambiente <p style="margin: 0px; min-height: 50px; max-height: 125px; overflow: hidden; text-overflow: ellipsis;"><strong>Scope:</strong> A Revista Ambiente Contábil (<strong>Ambiente</strong>), criada em 2008 (1ª edição em abril de 2009), é um periódico que tem como base o Departamento de Ciências Contábeis (DCC) da UFRN e constitui-se como um dos veículos de divulgação do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis (PPGCC).&nbsp;</p> <p style="margin: 0px; text-align: left;"><strong>Área do conhecimento</strong>: Ciências Contábeis <strong>Qualis/CAPES</strong>: B3 <strong>e-ISSN</strong>: 2176-9036&nbsp; <strong>Contato</strong>: <a title="E-mail" href="mailto:prof.mauriciocsilva@gmail.com" target="_blank" rel="noopener">prof.mauriciocsilva@gmail.com</a></p> Portal de Periódicos Eletrônicos da UFRN pt-BR REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 2176-9036 <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:&nbsp;</p> <p>Os autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença <em>Creative Comomns Attribution</em> que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>Os autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.</p> <p>A <strong>Revista Ambiente Contábil</strong> utiliza uma licença Creative Commons CC-BY-NC-ND (Atribuição-NãoComercial – SemDerivações 4.0). Isso significa que os artigos podem ser compartilhados e que a <strong>Revista Ambiente Contábil</strong> não pode revogar estes direitos desde que se respeitem os termos da licença:</p> <p>Atribuição: Deve-se dar o crédito apropriado, prover um link para a licença e indicar se mudanças foram feitas.</p> <p>Não Comercial: Não se pode usar o material para fins comerciais.</p> <p>Sem Derivações: Se for remixar, transformar ou criar a partir do material, não se pode distribuir o material modificado.</p> <p>&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons"></a><br><a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license">Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a></p> Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 13 – Número 1 – Ano 2021 (Jan./Jun. 2021) https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23736 <p><strong>Editorial – Revista Ambiente Contábil – Volume 13 – Número 1 – Ano 2021 (Jan./Jun. 2021)</strong></p> <p>A Revista Ambiente Contábil (<strong>Ambiente</strong>) apresenta na sua 25ª edição <strong>20 (vinte)</strong> artigos que tratam de assuntos relevantes para a área contábil (idioma português); <strong>01 (uma)</strong> resenha de livro; <strong>04 (quatro)</strong> bancos de dados brutos de pesquisa e <strong>10 (dez</strong>) artigos no idioma inglês.</p> <p><strong>Seção 1: Contabilidade Aplicada ao Setor Empresarial</strong></p> <p><strong>Artigo 1 - Análise envoltória de dados para avaliação da eficiência financeira das cooperativas de eletrificação do sul do Brasil </strong>de Mariane Martins Scheffer, Januário José Monteiro, João Vanio Mendonça Cardoso e Cleyton de Oliveira Ritta com o objetivo de analisar a eficiência financeira das cooperativas de eletrificação localizadas na região sul do Brasil, no período entre 2012 a 2016.</p> <p><strong>Artigo 2 </strong>- <strong>Os princípios subjacentes às IFRS e as bases de mensuração dos elementos integrantes das demonstrações financeiras</strong> de Camila Teresa Martucheli e Antônio Dias Pereira Filho com o objetivo de apresentar conceitos, argumentos e discussões acerca da adoção e utilização das IFRS, com foco em seus princípios subjacentes e bases de mensuração.</p> <p><strong>Artigo 3</strong> - <strong>Benefícios do uso da tecnologia <em>blockchain </em>como instrumento para a auditoria contábil </strong>de Maervelym Pâmella de Andrade Simões, Janeide Albuquerque Cavalcanti, Janaina Ferreira Marques de Melo e Cristiane Queiroz Reis com o objetivo de analisar quais os possíveis benefícios do uso da tecnologia <em>Blockchain</em> como instrumento para a auditoria contábil.</p> <p><strong>Artigo 4 - Um estudo sobre os fatores determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras: uma análise de regressão quantílica </strong>de Osvaldo Martins Quintella Junior e Claudio Ulysses Ferreira Coelho com o objetivo de analisar os fatores determinantes da estrutura de capital de noventa e quatro empresas dentre as quinhentas maiores companhias brasileiras do anuário da revista Exame de 2018.</p> <p><strong>Artigo 5</strong> - <strong>Gerenciamento de resultados via <em>accruals</em> discricionários: seriam os lucros medidas confiáveis para os investidores? </strong>de Ronan Reis Marçal com o objetivo de analisar a relevância dos lucros na determinação do valor de mercado das empresas de capital aberto no Brasil considerando os efeitos do gerenciamento de resultado via <em>accruals</em> discricionários.</p> <p><strong>Artigo 6</strong> - <strong>Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores </strong>de Vinícius Giovani Jacintho e Adriana Kroenke com o objetivo de analisar pesos de indicadores econômico-financeiros de diferentes setores da B3 e avaliar o impacto destes pesos ao se trabalhar com <em>rankings</em> de empresas de diversos setores simultaneamente.</p> <p><strong>Artigo 7</strong> - <strong>Características associadas ao nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes das companhias de capital aberto brasileiras</strong> de Joice Aparecida Augusto e Maíra Melo de Souza com o objetivo de identificar características associadas com o nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes nas companhias de capital aberto brasileiras.</p> <p><strong>Artigo 8</strong> - <strong><em>Value relevance</em>: efeitos das especificidades contábeis das empresas brasileiras do segmento de construção civil e incorporação imobiliária</strong> de Paula Graciely da Silva Braga, Carlos Henrique Silva do Carmo e Moisés Ferreira da Cunha com o objetivo de analisar se a relevância da informação contábil, em relação ao valor de mercado, possui características diferentes nas empresas do segmento de construção civil e incorporação imobiliária em comparação com entidades dos demais segmentos.</p> <p><strong>Artigo 9 -</strong> <strong>Aderência a teoria pecking order pelas firmas brasileiras: uma análise multisetorial</strong> de Thicia Stela Lima Sampaio, Alan Bandeira Pinheiro, Rubens Carlos Rodrigues e Eva Valéria Maia Lameu com o objetivo de analisar à luz da teoria <em>pecking order</em> a associação do endividamento total, de curto e de longo prazo, das empresas que negociam ações no Brasil Bolsa Balcão (B3), em seus diversos segmentos e exercício do <em>compliance</em>.</p> <p><strong>Seção 2: Contabilidade Aplicada ao Setor Público e ao Terceiro Setor</strong></p> <p><strong>Artigo 1 -</strong> <strong>Análise da eficiência dos municípios sergipanos: comparação entre notas da prova Brasil e recursos destinados à educação</strong> de Nadielli Maria dos Santos Galvão com o objetivo o nível de eficiência dos municípios sergipanos em promover bons índices educacionais com os recursos destinados a este setor.</p> <p><strong>Artigo 2 –</strong> <strong>A adequação dos grandes municípios brasileiros na divulgação das informações de margem de expansão das despesas conforme a LRF</strong> de Guilherme Simões Belote e Ricardo Rocha de Azevedo com o objetivo de verificar a adequação dos grandes municípios do Brasil na divulgação das informações no anexo da margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado (DOCC), previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).</p> <p><strong>Artigo 3 -</strong> <strong>Uma análise da eficiência dos gastos públicos com educação nos municípios do Estado do Amazonas no período de 2013 a 2017 </strong>de Mayara Guimarães de Sousa, Carla Macedo Velloso dos Santos, Adenes Teixeira Alves e Manoel Martins do Carmo Filho com o objetivo de avaliar a eficiência dos gastos públicos dos municípios do Estado do Amazonas com o ensino fundamental nos anos de 2013 a 2017 por meio da construção de um <em>ranking</em> da eficiência dos municípios relacionando os resultados obtidos no Ideb por cada município no período, sob a contrapartida dos valores das despesas liquidadas com educação fundamental, média de alunos matriculados no período, gasto médio por aluno e PIB per capita de cada município.</p> <p><strong>Seção 3: Pesquisas de Campo sobre Contabilidade (<em>Survey</em>)</strong></p> <p><strong>Artigo 1 -</strong> <strong>Sistema de avaliação de desempenho para apoio à gestão da coordenadoria dos processos licitatórios de um Hospital Universitário </strong>de Samuel Souza de Araújo, Lucas dos Santos Matos e Sandra Rolim Ensslin com o objetivo de propor um modelo para apoiar a gestão da Coordenadoria de Processos Licitatórios do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina, visando construir, no seu gestor, conhecimento acerca do contexto ao qual administra, permitindo a visualização dos aspectos julgados como necessários e suficientes para se ter em consideração nesse processo.</p> <p><strong>Artigo 2 -</strong> <strong>Balanced scorecard e a questão ambiental: um estudo sobre a percepção dos controllers </strong>de Maria do Rosário da Silva e Antônio André Cunha Callado com o objetivo de analisar a percepção dos controllers sobre o Balanced Scorecard e a questão ambiental e descrever o perfil destes profissionais.</p> <p><strong>Artigo 3 -</strong> <strong>Enfrentando a cortina de fumaça: uma análise epistemológica sobre o uso da expressão “contabilidade criativa” </strong>de Roselaine Araújo Vassalo e Diana Vaz de Lima com o objetivo de analisar a percepção de estudantes e profissionais contábeis a respeito dos conceitos e usos dos termos associados à expressão “contabilidade criativa”.</p> <p><strong>Artigo 4 –</strong> <strong>Institucionalização de regras e rotinas da contabilidade gerencial em uma fundação privada educacional catarinense: abordagem institucional do terceiro setor brasileiro </strong>de Renícia Maria Innocenti, Rogério João Lunkes e Valdirene Gasparetto com o objetivo de verificar a mudança de regras e rotinas da contabilidade gerencial de uma organização do terceiro setor à luz da Velha Economia Institucional (OIE).</p> <p><strong>Artigo 5 -</strong> <strong>Expectativas e satisfação dos discentes sobre os saberes e competências requeridas dos docentes na área de ciências contábeis</strong> de Tamires Sousa Araújo, Edvalda Araújo Leal e Roberta Ferreira Lourenço com o objetivo de verificar na percepção dos estudantes de ciências contábeis quais as expectativas e satisfação em relação às competências dos docentes atuantes no curso, envolvendo a compreensão sobre conhecimentos, habilidades e atitudes.</p> <p><strong>Artigo 6 -</strong> <strong>Traços de personalidade e variáveis do comportamento planejado do indivíduo: um estudo de seus efeitos nas intenções empreendedoras </strong>de Edicreia Andrade dos Santos, Gabriel Lourenço Xavier, Cristiane Alves da Silva Moura e Luiz Miguel Renda dos Santos com o objetivo de investigar quais os efeitos dos traços de personalidade sobre as intenções empreendedoras dos alunos concluintes dos cursos de Ciências Contábeis de duas instituições de ensino superior privadas e uma pública, localizadas na região centro-oeste do Brasil.</p> <p><strong>Seção 4: Casos de Ensino Aplicados a Contabilidade</strong></p> <p><strong>Artigo 1 -</strong> <strong>Qual é o valor da empresa? O caso de valuation da empresa Magazine Luiza </strong>de Kelly Silva Jacques, Vivian Duarte Couto Fernandes, Lísia de Melo Queiroz e Moisés Ferreira da Cunha com os objetivos: a) promover a análise de problemas, propor e indagar decisões em relação à <em>valuation</em>; b) estimular a reflexão entre a teoria que sustenta os propósitos de avaliação e a forma como ela deve ser desenvolvida e aplicada; c) ampliar a capacidade de relacionar os pressupostos teóricos de <em>valuation</em> e a sua adequação à realidade.</p> <p><strong>Artigo 2 -</strong> <strong>Planejamento orçamentário para a educação: superando um desafio</strong> de Jander Ângelo Diogo Ferreira, Naiany Gabrielle Pereira Lima, Juliana Saraiva Moreira, Odemir Vieira Baêta e Carla Beatriz Marques Rocha e Mucci. O caso de ensino foi preparado a partir de observações de questões vivenciadas pelo município de Cachoeiro de Santa Cruz e adaptadas para efeitos didáticos, com o objetivo de auxiliar na construção de um planejamento orçamentário governamental efetivo. Sua finalidade é fomentar a reflexão a respeito das limitações e potencialidades da gestão orçamentária municipal e, ainda, propor soluções aos fundos destinados à educação básica e fundamental, em cenários de restrição de ordem material e financeira.</p> <p><strong>Seção 5: Resenhas de Teses, Dissertações e Livros sobre Contabilidade</strong></p> <p><strong>Resenha 1 - </strong>Resenha do livro: Fraudes documentais e contábeis. Timi, S. R. R. &amp; Heimoski, V. T. M. (2020). (1ª ed). Curitiba, PR: Editora Intersaberes, 194 páginas, ISBN: 978-8522702626</p> <p><strong>Autora da resenha: Lorena Layza Pimenta Oliveira</strong></p> <p><strong>Seção 6: Banco de Dados (Arquivos suplementares em Excel)</strong></p> <p><strong>Artigo 1 da Seção 4</strong> - <strong>Qual é o valor da empresa? O caso de valuation da empresa Magazine Luiza </strong>de Kelly Silva Jacques, Vivian Duarte Couto Fernandes, Lísia de Melo Queiroz e Moisés Ferreira da Cunha com os objetivos: a) promover a análise de problemas, propor e indagar decisões em relação à <em>valuation</em>; b) estimular a reflexão entre a teoria que sustenta os propósitos de avaliação e a forma como ela deve ser desenvolvida e aplicada; c) ampliar a capacidade de relacionar os pressupostos teóricos de <em>valuation</em> e a sua adequação à realidade.</p> <p><strong>Artigo 2 da Seção 2</strong> - <strong>A adequação dos grandes municípios brasileiros na divulgação das informações de margem de expansão das despesas conforme a LRF</strong> de Guilherme Simões Belote e Ricardo Rocha de Azevedo com o objetivo de verificar a adequação dos grandes municípios do Brasil na divulgação das informações no anexo da margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado (DOCC), previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).</p> <p><strong>Artigo 6 da Seção 1</strong> - <strong>Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores </strong>de Vinícius Giovani Jacintho e Adriana Kroenke com o objetivo de analisar pesos de indicadores econômico-financeiros de diferentes setores da B3 e avaliar o impacto destes pesos ao se trabalhar com <em>rankings</em> de empresas de diversos setores simultaneamente.</p> <p><strong>Artigo 5 da Seção 1</strong> - <strong>Gerenciamento de resultados via <em>accruals</em> discricionários: seriam os lucros medidas confiáveis para os investidores? </strong>de Ronan Reis Marçal com o objetivo de analisar a relevância dos lucros na determinação do valor de mercado das empresas de capital aberto no Brasil considerando os efeitos do gerenciamento de resultado via <em>accruals</em> discricionários.</p> <p><strong>Seção 7: Internacional </strong>(S7)</p> <p><strong>English</strong></p> <p><strong>Section 1</strong></p> <p><strong>Article 2 (Section 1) - </strong><strong>The principles underlying the IFRS and the measurement bases of the elements comprising the financial statements </strong>of Camila Teresa Martucheli and Antônio Dias Pereira Filho. This theoretical essay seeks to present concepts, arguments and discussions about the adoption and use of IFRS, focusing on their underlying principles and measurement bases.</p> <p><strong>Article 3 (Section 1) - </strong><strong>Benefits of using Blockchain technology as an accounting auditing instrument</strong> of Maervelym Pâmella de Andrade Simões, Janeide Albuquerque Cavalcanti, Janaina Ferreira Marques de Melo and Cristiane Queiroz Reis. Analyze the possible benefits of using Blockchain technology as a tool for accounting auditing.&nbsp;</p> <p><strong>Article 4 (Section 1) - A study about the determinant factors of the capital structure of Brazilian companies: a quantile regression analysis</strong> of Osvaldo Martins Quintella Junior e Claudio Ulysses Ferreira Coelho. The present paper aims to analyses the determinants of capital structure of ninety-four organizations from the five hundred largest Brazilian companies according to 2018 Exame magazine yearbook.</p> <p><strong>Section 2</strong></p> <p><strong>Article 1 (Section 2) - </strong><strong>Analysis of the efficiency of municipalities from the Brazilian State of Sergipe: a comparison of the results in Brazil’s evaluation of its basic education system and investments on education</strong> of Nadielli Maria dos Santos Galvão. To identify the efficiency of municipalities in the Brazilian State of Sergipe in promoting satisfactory education levels from the resources aimed at this sector.</p> <p><strong>Article 3 (Section 2) - </strong><strong>An analysis of the efficiency of public expenditure on education in the Municipalities of the State of Amazonas from 2013 to 2017 </strong>of Mayara Guimarães de Sousa, Carla Macedo Velloso dos Santos, Adenes Teixeira Alves and Manoel Martins do Carmo Filho. This article aimed to evaluate the efficiency of public expenditure in the municipalities of the State of Amazonas with primary education in the years 2013 to 2017 by building a ranking of the efficiency of the municipalities relating the results obtained in IDEB by each city in the period, under the counterpart of the values of expenses paid for primary education, the average number of students enrolled in the period, average expenditure per student and GDP per capita of each municipality.</p> <p><strong>Section 3</strong></p> <p><strong>Article 1 (Section 3) - </strong><strong>Performance evaluation system to support the Coordination of Bidding Processes management in a University Hospital </strong>of Samuel Souza de Araújo, Lucas dos Santos Matos and Sandra Rolim Ensslin. The purpose of this research is to structure a model to support the management of the Coordination of Bidding Processes at the Professor Polydoro Ernani de São Thiago University Hospital of Universidade Federal de Santa Catarina (Federal University of Santa Catarina). The main purpose is to build, in its manager, knowledge about the management context, allowing the visualization of the aspects deemed as necessary and sufficient to be taken into account in this process.</p> <p><strong>Article 4 (Section 3) - </strong><strong>Institutionalization of management accounting rules and routines in a private educational foundation in Santa Catarina: institutional approach of the Brazilian third sector</strong> of Renícia Maria Innocenti, Rogério João Lunkes e Valdirene Gasparetto. To verify the change of rules and routines of management accounting of a third sector organization in the light of the Old Institutional Economy (OIE).</p> <p><strong>Article 6 (Section 3) - </strong><strong>Personality traits and variables of the individual’s planned behavior: a study of its effects on entrepreneurial intentions </strong>of Edicreia Andrade dos Santos, Gabriel Lourenço Xavier, Cristiane Alves da Silva Moura and Luiz Miguel Renda dos Santos. This study aims to investigate the effects of personality traits on the entrepreneurial intentions of students concluding Accounting courses at two private higher education institutions and a public one, located in the Midwest region of Brazil.</p> <p><strong>Section 4</strong></p> <p><strong>Article 1 (Section 4) - </strong><strong>What is the value of the company? The valuation case of Magazine Luiza </strong>of Kelly Silva Jacques, Vivian Duarte Couto Fernandes, Lísia de Melo Queiroz and Moisés Ferreira da Cunha. Magazine Luiza, founded in November 1957, a national retail icon, started in 2011 at B3, with exponential growth in the valuation of its shares. This case provides the following pedagogical objectives: a) to promote the problem analysis, to propose and inquire decisions regarding valuation; b) stimulate reflection between the theory that supports the evaluation purposes and the way it should be developed and applied; c) expand the ability to relate the valuation theoretical assumptions of valuation and their adequacy to reality.</p> <p><strong>Article 2 (Section 4) -</strong><strong> Budget Planning for education: overcoming a challenge</strong> of Jander Ângelo Diogo Ferreira, Naiany Gabrielle Pereira Lima, Juliana Saraiva Moreira, Odemir Vieira Baêta and Carla Beatriz Marques Rocha e Mucci. This teaching case was prepared from observations of issues experienced by the municipality of Cachoeiro de Santa Cruz, and adapted for didactic purposes, with the objective of assisting in the construction of an effective government budget planning. Its purpose is to foster reflection on the limitations and potentialitys of municipal budget management and also to propose solutions to funds for basic and fundamental education, in scenarios of material and financial restrictions.</p> <p>Boa leitura. Cordiais saudações!</p> <p>Prof. Dr. Maurício Corrêa da Silva</p> <p>Editor Gerente da Revista Ambiente Contábil</p> Prof. Dr. Maurício Corrêa da Silva Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 i vii 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23736 Análise envoltória de dados para avaliação da eficiência financeira das cooperativas de eletrificação do sul do Brasil https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19358 <p><strong>Objetivo:</strong> O presente estudo teve por objetivo analisar a eficiência financeira das cooperativas de eletrificação localizadas na região sul do Brasil, no período entre 2012 a 2016.</p> <p><strong>Metodologia:</strong> A pesquisa caracteriza-se como descritiva, de levantamento, documental com abordagem quantitativa por meio da modelagem matemática de Análise Envoltória de Dados (DEA).</p> <p><strong>Resultados:</strong> Os resultados da pesquisa mostraram que, em média, as cooperativas de eletrificação obtiveram nível de eficiência acima de 0,94 no período investigado. A técnica DEA apresentou a necessidade de redução dos seguintes insumos: despesas operacionais, ativo não circulante, consumo de energia elétrica, quantidade adquirida de energia elétrica, quantidade de colaboradores. Por outro lado, indicou a necessidade de aumento dos produtos faturamento e quantidade de consumidores. Diante dos resultados conclui-se que das 27 cooperativas pesquisadas, 13 (48%) delas apresentaram níveis de eficiência máxima (1,00). A partir desses resultados, pode-se inferir que são necessárias ações gerenciais para que se alcance a eficiência financeira nas cooperativas ineficientes, pois a sustentabilidade financeira é um dos pilares importantes para continuidade da prestação de serviço público de distribuição de energia, sustentabilidade organizacional e desenvolvimento socioeconômico. Os resultados mostram que a DEA é um instrumento gerencial importante para a avaliação de desempenho, pois evidencia o nível de eficiência das operações e aponta as ações gerenciais que são necessárias para melhorar o desempenho organizacional.</p> <p><strong>Contribuição:</strong> Como contribuição teórica, a pesquisa mostra a aplicabilidade da técnica de Análise Envoltória de Dados para análise da eficiência financeira de cooperativas, como instrumento de avaliação multicritério de desempenho organizacional. No âmbito prático, esta pesquisa propicia subsídio à gestão das cooperativas de eletrificação, ao recomendar que tenham maior atenção às ações gerenciais para que se alcance a eficiência financeira.</p> Mariane Martins Scheffer Januário José Monteiro João Vanio Mendonça Cardoso Cleyton de Oliveira Ritta Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 1 20 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19358 Os princípios subjacentes às IFRS e as bases de mensuração dos elementos integrantes das demonstrações financeiras https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19699 <p><strong>Objetivo</strong>: Este ensaio teórico busca apresentar conceitos, argumentos e discussões acerca da adoção e utilização das IFRS, com foco em seus princípios subjacentes e bases de mensuração.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Revisão da literatura com a apresentação e discussão de argumentos de autores que pesquisaram sobre a utilização das IFRS e seus princípios subjacentes e bases de mensuração.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os padrões contábeis baseados em princípios são tidos, por uma corrente de autores, como uma possível solução para o problema da harmonização contábil. Porém, outra corrente de autores afirma que a padronização contábil baseada em princípios, embora possa resultar em relatórios financeiros com maior qualidade são menos assertivos, tendo em vista a existência de subjetividade no conteúdo das demonstrações financeiras. Tal fato leva à conclusão de que seria impossível a harmonização absoluta da normatização contábil.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O estudo propõe apontamentos a respeito da discussão sobre as IFRS, responsáveis por aumentar a qualidade das demonstrações financeiras, ao mesmo tempo em que diminui a confiabilidade das informações produzidas, tendo em vista as dificuldades inerentes à aplicação do conceito de valor justo.</p> Camila Teresa Martucheli Antônio Dias Pereira Filho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 21 38 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19699 Benefícios do uso da tecnologia Blockchain como instrumento para a auditoria contábil https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19535 <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar quais os possíveis benefícios do uso da tecnologia <em>Blockchain</em> como instrumento para a auditoria contábil.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para atingir o objetivo deste estudo, foi realizado um ensaio teórico por meio de uma seleção da literatura nacional e internacional sobre a auditoria contábil e os potenciais benefícios da tecnologia <em>Blockchain</em>. Além disso, foi analisada a relação desses potenciais benefícios com os procedimentos adotados pelo auditor contábil.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os achados da literatura mostram que, apesar das complexidades, a tecnologia<em> Blockchain</em> oferece uma oportunidade para aperfeiçoar os relatórios financeiros e os processos de auditoria. A adoção dessa tecnologia pode permitir que os auditores desenvolvam procedimentos para obter evidências de auditoria diretamente de <em>Blockchains</em> e adaptarem os procedimentos para usufruir dos benefícios dela<em>,</em> bem como abordar riscos incrementais e que, embora o processo de auditoria possa tornar-se mais contínuo, os auditores ainda terão que aplicar julgamento profissional ao analisar estimativas contábeis e outros julgamentos feitos pela administração na preparação das demonstrações financeiras.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Acredita-se que este trabalho traz uma contribuição para um diálogo ativo e contínuo quanto ao uso do <em>Blockchain</em> nos processos de auditoria, bem como o conhecimento de vantagens que essa tecnologia oferece aos profissionais e despertará o interesse de pesquisa sobre o uso da tecnologia <em>Blockchain</em> na auditoria contábil.</p> Maervelym Pâmella de Andrade Simões Janeide Albuquerque Cavalcanti Janaina Ferreira Marques de Melo Cristiane Queiroz Reis Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 39 53 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19535 Um estudo sobre os fatores determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras: uma análise de regressão quantílica https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19701 <p><strong>Objetivo</strong>: O presente artigo teve como objetivo principal analisar os fatores determinantes da estrutura de capital de noventa e quatro empresas dentre as quinhentas maiores companhias brasileiras do anuário da revista Exame de 2018.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Como base para a pesquisa foram utilizadas informações das demonstrações contábeis das maiores empresas brasileiras. Os dados foram obtidos a partir das informações financeiras do exercício de 2017 de 94 empresas, dentre as 500 maiores segundo o anuário da revista Exame de 2018. A inferência dos dados foi feita através de análise estatística descritiva e da análise de regressão quantílica. Os dados foram obtidos diretamente dos sites das próprias empresas e por meio do software Economática. A análise descritiva e econométrica foi feita utilizando o software Stata 12.</p> <p><strong>Resultados</strong>:&nbsp; Os resultados indicam que variáveis como tamanho e estrutura dos ativos são significantes, em alguns quantis, para determinar a forma pela qual as empresas adotam determinada estrutura de capital. Além disso, os resultados indicam que a relação entre o tamanho da empresa e o nível de endividamento total é positivo para o quantil 25 da amostra. Outro ponto a destacar é que a variável estrutura dos ativos tem uma relação positiva com a variável endividamento de longo prazo, para os quantis 75 e 95.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Esta pesquisa é uma importante contribuição para a literatura na área de finanças, tendo em vista a utilização do método da regressão quantílica. A escassez de pesquisas feitas utilizando esse método é notória. Além disso, os resultados obtidos por outros trabalhos sobre o tema ainda não são convergentes acerca das variáveis relevantes para a determinação da estrutura de capital.</p> Osvaldo Martins Quintella Junior Claudio Ulysses Ferreira Coelho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 54 71 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19701 Gerenciamento de resultados via accruals discricionários: seriam os lucros medidas confiáveis para os investidores? https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/20159 <p><strong>Objetivo</strong>: O objetivo deste estudo foi analisar a relevância dos lucros na determinação do valor de mercado das empresas de capital aberto no Brasil considerando os efeitos do gerenciamento de resultado via <em>accruals</em> discricionários.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: A amostra da pesquisa foi composta por 211 diferentes empresas não-financeiras da [B]³ entre 2013 e 2018. Os dados foram analisados inicialmente a partir de regressões com dados em painel e, adicionalmente, como medida de análise de sensibilidade, por meio de regressões estimadas por mínimos desvios absolutos.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Diferentemente do que era esperado <em>a priori</em> na pesquisa, foi percebido que os resultados econômicos reportados pelas empresas, quando segregados da <em>proxy</em> de gerenciamento de resultados, denotaram menos poder informacional na predição do valor de mercado das empresas que os resultados econômicos em sua forma integral. Este desfecho está, aparentemente, em consonância com algumas pesquisas nacionais recentes (Martins, Paulo &amp; Monte, 2016; Marçal &amp; Macedo, 2019) que ressaltam a vertente não-oportunística do gerenciamento de resultados, podendo haver indícios de uma nuance do mercado brasileiro na contemporaneidade neste quesito.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Os resultados contribuem de forma prática ao dispor para os usuários externos os efeitos do gerenciamento de resultados no processo de avaliação das empresas (especificamente ao desmistificar a visão uníssona de caráter doloso por parte dos gestores no processo de gerenciamento de resultados). Não obstante, uma lacuna teórica similar àquela reportada por Martins <em>et al</em>. (2016) passa a ser parcialmente suprida com estes novos achados.</p> Ronan Reis Marçal Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 72 89 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID20159 Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19365 <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar pesos de indicadores econômico-financeiros de diferentes setores da B3 e avaliar o impacto destes pesos ao se trabalhar com <em>rankings</em> de empresas de diversos setores simultaneamente.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: A população compreende as empresas pertencentes ao IBrX100 e a amostra é formada pelas 43 empresas que apresentaram todos os dados na base <em>Economática</em> para o ano de 2017. Foram criados quatro lotes de indicadores: Liquidez, Endividamento, Rentabilidade e Atividade a partir do agrupamento de nove indicadores distintos. Esta pesquisa emprega um conjunto de técnicas de Análise Multicritério, sendo (i) o método Moora (<em>Multi-Objective Optimization on the basis of Ratio Analysis</em>) para formação dos lotes, (ii) o método <em>Critic (Criteria Importance Throught Intercriteria Correlation) </em>para a formação de pesos, e (iii) o Método da Soma Ponderada para formação de um <em>ranking</em> alternativo.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados indicam que as mudanças identificadas nas 10 primeiras posições ao se analisar os <em>rankings</em> foram ocasionadas pela construção dos pesos, permitindo uma avaliação mais justa das empresas. A partir desta abordagem destacam-se as empresas que obtiveram bons resultados nos indicadores relevantes para o seu setor, de modo que resultados em indicadores de menor peso não interferem substancialmente na avaliação da empresa. A rentabilidade e atividade foram os lotes de maior destaque.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A comparação de setores utilizando indicadores é uma limitação no uso destes e na literatura acerca do tema, de modo que uma abordagem multicritério foi adotada para solucionar tal limitação. Esta pesquisa contribui para a área de avaliação de desempenho pois oferece uma ferramenta que permita ampliar o uso dos indicadores, sendo útil tanto para usuários internos quanto externo. Como contribuição teórica, os resultados desta pesquisa podem servir como base para justificar a escolha dos indicadores adequados de acordo com os objetivos de cada pesquisa.</p> Vinícius Jacintho Adriana Kroenke Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 90 113 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19365 Características associadas ao nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes das companhias de capital aberto brasileiras https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19409 <p><strong>Objetivo</strong>: Esta pesquisa tem por objetivo identificar características associadas com o nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes nas companhias de capital aberto brasileiras.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Visando mensurar o nível de evidenciação, foi elaborada uma lista de verificação com base nos itens de exigências de divulgação estabelecidos pelo CPC 47. Posteriormente, foram analisadas as notas explicativas integrantes às demonstrações contábeis de 309 companhias listadas na Bolsa de Valores Brasil, Bolsa e Balcão (B3). As características utilizadas para analisar possível associação com o nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes foram: valor da receita líquida, setor de atuação, nível de governança corporativa, empresa de auditoria e companhias brasileiras listadas na <em>New York Stock Exchange</em> (NYSE). A pesquisa se classifica como qualitativa, descritiva e a obtenção dos dados foi por meio documental.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados demonstraram que o nível de evidenciação das companhias é relativamente baixo na maioria dos itens da lista de verificação. Já em relação as características analisadas, o setor que apresentou a maior média de nível de evidenciação foi o de telecomunicações. As empresas que participam de algum dos segmentos governança corporativa, as auditadas pelas <em>Big Four</em> e aquelas que são listadas na NYSE, indicaram, na amostra analisada, uma tendência de associação com o nível de evidenciação. Em relação ao valor da receita líquida, constatou-se que as companhias que possuem uma maior receita líquida obtiveram um maior nível de evidenciação das receitas de contratos com clientes.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A realização da presente pesquisa contribui com o tema evidenciação contábil, visto que demonstra como as companhias de capital aberto brasileiras estão evidenciando suas receitas de contratos de clientes, mediante a adoção do pronunciamento CPC 47.</p> Joice Aparecida Augusto Maíra Melo de Souza Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 114 133 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19409 Value relevance: efeitos das especificidades contábeis das empresas brasileiras do segmento de construção civil e incorporação imobiliária https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19894 <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar se a relevância da informação contábil, em relação ao valor de mercado, possui características diferentes nas empresas do segmento de construção civil e incorporação imobiliária em comparação com entidades dos demais segmentos.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: A janela temporal da pesquisa abrangeu o período de 2011 a 2017, sendo a amostra final composta por 182 empresas listadas na Bovespa, das quais 20 são do setor de construção civil e incorporação imobiliária. Foi estimada regressão com dados em painel de efeitos fixos com base no modelo econométrico desenvolvido por Barth, Clinch e Israeli (2016).</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados apontam que, em relação às empresas que não são do segmento de construção civil, o mercado atribui relevância a todas as variáveis contábeis presentes no modelo. Já em relação às empresas do setor de construção civil e incorporação imobiliária os resultados trazem evidências estatísticas de que, em relação ao valor de mercado, os números contábeis das entidades do setor de construção civil e incorporação imobiliária possuem relevância informacional diferente das entidades brasileiras dos demais segmentos. Os resultados também indicam que os métodos de reconhecimento de receitas específicos adotados pelo setor de construção civil e incorporação refletem na relevância de seus números contábeis em relação ao valor de mercado das empresas.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O estudo contribui com a literatura atual ao analisar a o poder informacional dos relatórios financeiros em um setor específico. Os resultados contribuem com os profissionais que elaboram as demonstrações financeira pois sinaliza a necessidade de melhoria da qualidade informacional. Também sinaliza aos agentes normatizadores que as normas destinadas especificamente a estes setores, podem estar acarretando a redução da qualidade informacional das demonstrações financeiras.</p> Paula Graciely da Silva Braga Carlos Henrique Silva do Carmo Moisés Ferreira da Cunha Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 134 150 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19894 Aderência a teoria pecking order pelas firmas brasileiras: uma análise multisetorial https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19560 <p><strong>Objetivo:</strong> Esse artigo objetiva analisar, de acordo com a teoria <em>pecking order</em>, a associação do endividamento total, de curto e de longo prazo, das empresas que negociam ações na Brasil Bolsa Balcão (B3), distinguindo-as por segmento de atividade.</p> <p><strong>Metodologia:</strong> A amostra é composta por observações anuais de 177 empresas listadas na B3, no período de 2014-2017. Elaborou-se três modelos econométricos de regressão linear múltipla, cada um com uma variável dependente distinta, testados através do IBM SPSS®. Os modelos foram aplicados na amostra completa, e nos 12 segmentos de atividades das empresas que compõem a amostra.</p> <p><strong>Resultados:</strong> No Brasil segmentos de atividade distintos tem também distintas aderência a teoria <em>pecking order</em>, assim como há setores que não são aderentes a estrutura de capital que prioriza fontes próprias de recursos.&nbsp; Além disso, percebeu-se que há uma maior aderência a teoria <em>pecking order</em> para dívidas de menor maturidade, indicando que para o longo prazo fontes de financiamento externas são mais utilizadas. Empresas que têm práticas e GC e <em>compliance</em> apresentaram menor aderência a teoria <em>pecking order</em>, e uma associação predominantemente positiva com o endividamento de longo prazo e total.</p> <p><strong>Contribuições do estudo:</strong> Ao se analisar a estrutura de capital deve-se considerar com fator relevante o segmento de atividade da empresa, pois diferentes atividades ensejam diferentes níveis de investimentos, maturidade de dívidas, e fontes de financiamento. Não considerar o fator setor de atuação pode gerar resultados enviesados que não refletem a realidade. As teorias de estrutura de capital não devem ser vistas com opostas, mas sim complementares, e para tanto os modelos econométricos para o endividamento total, de longo prazo e de curto prazo pedem variáveis independentes distintas, que capturem os efeitos temporais de cada um desses índices.</p> Thicia Stela Lima Sampaio Alan Bandeira Pinheiro Rubens Carlos Rodrigues Eva Valéria Maia Lameu Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 151 180 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19560 Análise da eficiência dos municípios sergipanos: comparação entre notas da prova Brasil e recursos destinados à educação https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19245 <p><strong>Objetivo: </strong>O objetivo deste estudo foi identificar o nível de eficiência dos municípios sergipanos em promover bons índices educacionais com os recursos destinados a esse setor.</p> <p><strong>Método: </strong>Para tal, realizou-se uma pesquisa com metodologia quantitativa aplicando a Análise Envoltória de Dados como técnica para mensuração do desempenho das cidades investigadas.</p> <p><strong>Resultados: </strong>Os resultados apontaram para o fato de que gastar mais não garante um bom desempenho educacional, pois municípios com orçamentos mais enxutos conseguem alcançar melhores resultados no setor discutido. Com os alvos traçados pela análise, a proposta para os municípios ineficientes foi manter os recursos ou até diminuir, mas sempre aumentar as notas no Prova Brasil.</p> <p><strong>Contribuições do estudo: </strong>O estudo pode ser considerado uma ferramenta de consulta para que os gestores municipais tracem estratégias visando a eficiência no consumo de recursos e também a entrega de melhores serviços à comunidade. Adicionalmente serve de apoio para que a sociedade perceba como tem sido o desempenho de sua localidade e assim ter subsídios para cobrar das autoridades uma maior transparência.</p> Nadielli Maria dos Santos Galvão Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 181 200 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19245 A adequação dos grandes municípios brasileiros na divulgação das informações de margem de expansão das despesas conforme a LRF https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19498 <p><strong>Objetivo</strong>: O objetivo do estudo é verificar a adequação dos grandes municípios do Brasil na divulgação das informações no anexo da margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado (DOCC), previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Foi realizada uma análise dos anexos de despesas obrigatórias (DOCC) publicados no portal da transparência dos municípios com população superior a 500 mil habitantes (41 municípios) entre 2017 a 2019. A análise observou: (i) a adequação das despesas em relação às receitas; (ii) notas explicativas dos anexos; (iii) variação das informações do relatório ao longo dos três anos e (vi) o conteúdo informacional presente nos anexos. Adicionalmente, foi desenvolvido um índice de adequação do demonstrativo, para apoiar a resposta da questão de pesquisa proposta.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados indicam que a adequação do demonstrativo é baixa e não houve melhora ao longo dos períodos considerados entre os casos analisados. A proporção de prefeituras com utilização de notas explicativas sobre essas informações é baixa (51%), e dentre aqueles que apresentaram algum tipo de informação detalhada, apenas 31% explicaram as origens das receitas que serviram como base de cálculo para a margem de expansão das despesas.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: As conclusões apontam que o relatório vem sendo divulgado cerimonialmente, para fins de cumprimento de prazos. Como esse anexo acompanha o projeto de lei da LDO anual, sua aprovação pelo&nbsp;Poder Legislativo mesmo o baixo conteúdo informacional, ou seja, sem que seja possível compreender seu conteúdo, indica baixa atenção do Legislativo na importância desse controle. Os resultados trazem implicações para a gestão fiscal dos municípios, na medida em que as evidências apontam as fragilidades em seu planejamento fiscal, ao não controlar o crescimento de despesas obrigatórias.&nbsp;</p> Guilherme Simões Belote Ricardo Rocha de Azevedo Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 201 221 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19498 Uma análise da eficiência dos gastos públicos com educação nos municípios do Estado do Amazonas no período de 2013 a 2017 https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19526 <p><strong>Objetivo</strong>: Este artigo teve como objetivo avaliar a eficiência dos gastos públicos dos municípios do Estado do Amazonas com o ensino fundamental nos anos de 2013 a 2017 por meio da construção de um <em>ranking</em> da eficiência dos municípios relacionando os resultados obtidos no Ideb por cada município no período, sob a contrapartida dos valores das despesas liquidadas com educação fundamental, média de alunos matriculados no período, gasto médio por aluno e PIB per capita de cada município.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para avaliar a eficiência dos 37 municípios amazonenses da amostra, utilizou-se a técnica Análise Envoltória de Dados (DEA). As variáveis analisadas compreendem os dados municipais referentes ao Produto Interno Bruto (PIB), número de habitantes, número de estudantes matriculados, gasto com educação e as notas do Ideb para o período.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados mostraram que somente&nbsp; oito municípios (21,6%) foram classificados como eficientes e que esses municípios foram aqueles com as piores condições de partida, em termos de riqueza média e desempenho educacional, e que realizaram os menores gastos por aluno matriculado, o que reafirma a constatação de retornos decrescentes de escala em educação. Já os municípios menos eficientes foram aqueles com a melhor condição de partida em termos de PIB per capita e que apresentaram elevados gastos por aluno, mas que alcançaram os piores desempenhos no Ideb de 2017.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Considerando os valores gastos pelos municípios amazonenses com educação fundamental, levando em consideração o porte e o desempenho no Ideb de cada município no período em análise, a pesquisa procura demonstrar a eficiência na aplicação dos gastos com educação fundamental, fornecendo informações úteis e relevantes para uma alocação mais qualificada e eficiente dos recursos públicos em educação proporcionando melhorias nos aspectos sociais da população.</p> Mayara Guimarães de Sousa Carla Macedo Velloso dos Santos Adenes Teixeira Alves Manoel Martins do Carmo Filho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 222 243 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19526 Sistema de avaliação de desempenho para apoio à gestão da coordenadoria dos processos licitatórios de um Hospital Universitário https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19274 <p><strong>Objetivo</strong>: O objetivo da pesquisa é estruturar um modelo para apoiar a gestão da Coordenadoria de Processos Licitatórios do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina, visando construir, no seu gestor, conhecimento acerca do contexto que administra, permitindo a visualização dos aspectos julgados como necessários e suficientes para se ter em consideração nesse processo.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Utiliza-se a metodologia Multicritério de Apoio à Decisão-Construtivista (MCDA-C) para a estruturação de um sistema de avaliação de desempenho específico às particularidades do contexto e de seu gestor. Assim, a pesquisa utiliza-se de uma abordagem qualitativa, sob forma de estudo de caso, com coleta de dados primários, a partir de entrevistas com o gestor da coordenadoria.</p> <p><strong>Resultados</strong>: A estruturação do sistema permite o desenvolvimento de uma estrutura hierárquica de valor e indicadores qualitativos de desempenho. A criação dos indicadores de desempenho possibilita o efetivo acompanhamento das atividades desenvolvidas pelo setor, conduzindo a uma gestão eficiente e à melhor aplicação dos recursos públicos. Permite, ainda, a visualização dos aspectos em níveis comprometedores, de mercado e de excelência, evidenciando os fatores relevantes para a gestão.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O estudo contribui para o preenchimento de lacuna evidenciada com base na análise da literatura sobre o tema. Considera-se que o sistema subsidia o gestor com informações específicas para a tomada de decisão e promove uma discussão, ainda não encontrada na literatura, a respeito do uso de abordagens construtivistas para o setor licitatório de um hospital universitário.</p> Samuel Souza de Araújo Lucas dos Santos Matos Sandra Rolim Ensslin Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 244 262 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19274 Balanced scorecard e a questão ambiental: um estudo sobre a percepção dos controllers https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/20068 <p><strong>Objetivo</strong>: A presente pesquisa objetivou analisar a percepção dos controllers sobre o Balanced Scorecard e a questão ambiental e descrever o perfil destes profissionais.</p> <p><strong>&nbsp;</strong><strong>Metodologia</strong>: Metodologicamente, é uma pesquisa exploratória-descritiva de abordagem quantitativa, com procedimento do tipo <em>survey</em>. O tratamento dos dados foi feito por meio da estatística descritiva. O período de coleta foi de novembro de 2018 a janeiro de 2019 ao qual foram enviados 343 questionários para um grupo de profissionais controllers que fazem parte na rede sociais LinkedIn do Brasil que atuam ou atuaram nesta função, logrando êxito em 27 questionários respondidos. &nbsp;</p> <p><strong>&nbsp;</strong><strong>Resultados</strong>: Os respondentes tem idade entre 35 e 44 anos. 77,78% tem formação em Ciências Contábeis, 62,96% possui especialização. Possuem em média 11 anos de formação e 16 anos de atuação profissional como controller. Sobre a percepção dos respondentes em relação ao Balanced Scorecard e a questão ambiental, constatou-se que duas nomenclaturas foram bem aceitas, sendo elas: Balanced Scorecard Sustentável e Green Balanced Scorecard. Tendo estes, uma estrutura composta por indicadores ambientais inseridos em suas quatro perspectivas tradicionais.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: é um tema atual e relevante dentro do contexto da gestão e contabilidade e também das ferramentas de gestão empresarial. Uma vez que o BSC é explorado em sua forma tradicional. A partir da revisão bibliográfica identificaram-se poucos estudos sobre o BSC e a questão ambiental. Com isto, a pesquisa buscou contribuiu de forma empírica evidenciando o que os profissionais da área de controladoria entendem sobre o BSC Ambiental, e a melhor forma que este poderá ser aplicado nas organizações.</p> Maria do Rosário da Silva Antônio André Cunha Callado Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 263 283 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID20068 Enfrentando a cortina de fumaça: uma análise epistemológica sobre o uso da expressão “contabilidade criativa” https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19790 <p><strong>Objetivo:</strong> Analisar a percepção de estudantes e profissionais contábeis a respeito dos conceitos e usos dos termos associados à expressão “contabilidade criativa”. Os conceitos teóricos do estudo se baseiam no entendimento de que compreender epistemologicamente os métodos, sistematização e conceitos usados na área contábil contribui para aprimorar conceitos existentes.</p> <p><strong>Metodologia:</strong> Para tratar a questão da pesquisa, foram identificados quatro conceitos associados à expressão “contabilidade criativa” – fraude, erro, gerenciamento e aprimoramento de resultados – e utilizados estudos de casos conhecidos na literatura. Na sequência, foram realizadas entrevistas com dois especialistas (um do setor público e um do setor privado), que aplicam esses conceitos no dia a dia na sua profissão, com o uso da técnica de entrevista aberta, e aplicado questionário estruturado para 158 estudantes e 36 profissionais para capturar as suas percepções sobre o tema.</p> <p><strong>Resultados:</strong> Os achados do estudo mostram que ainda existe uma subjetividade inerente ao uso da expressão “contabilidade criativa” e de sua mensuração, reconhecimento e evidenciação. E que tanto entre os estudantes como entre os profissionais, os conceitos e aplicação dos termos “fraude” e “erro” estão melhor internalizados do que os termos “gerenciamento de resultado” e “aprimoramento de resultado”, mostrando as mesmas dificuldades e contradições observadas na literatura e revelando que ainda paira uma “cortina de fumaça” quando se trata da expressão “contabilidade criativa”. A preocupação é que essa dificuldade exponha os profissionais e coloque em dúvida a fidedignidade da informação contábil.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo: </strong>Enfrenta a discussão sobre o uso inadequado da expressão “contabilidade criativa”. Explica que o uso de práticas e técnicas contábeis alternativas possui conotação negativa apenas na medida em que está associada à má fé da pessoa que a utiliza.</p> Roselaine Araújo Vassalo Diana Vaz de Lima Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 284 301 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19790 Institucionalização de regras e rotinas da contabilidade gerencial em uma fundação privada educacional catarinense: abordagem institucional do terceiro setor brasileiro https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19648 <p><strong>Objetivo</strong>: Verificar a mudança de regras e rotinas da contabilidade gerencial de uma organização do terceiro setor à luz da Velha Economia Institucional (OIE).</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para analisar a mudança institucional da contabilidade gerencial foi realizada pesquisa documental, descritiva e com abordagem qualitativa. A pesquisa foi aplicada em uma fundação privada educacional catarinense, selecionada por ser entidade integrante do terceiro setor e pela acessibilidade. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas e documentos, entre os meses de setembro de 2018 e fevereiro de 2019. Para análise dos dados foi utilizada a análise qualitativa de conteúdo.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Na abordagem institucional, a mudança da contabilidade gerencial da Fundação foi classificada como formal, revolucionária e progressiva. A institucionalização de regras e rotinas da contabilidade gerencial foi promovida pela necessidade da gestão de ter ferramentas mais ágeis e seguras para apoiar a tomada de decisão. As regras e rotinas da contabilidade gerencial foram modificadas e/ou abandonadas, ao longo do tempo, com a reconfiguração das práticas existentes, para sua inovação. A integração de sistemas da Fundação a partir da padronização e compartilhamento de informações contábeis e fiscais proporcionou melhoria na qualidade das informações, melhor integração com o fisco e rapidez no acesso às informações, suscitando controles mais eficientes, seguros e úteis à gestão.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A pesquisa contribui para a literatura contábil por apresentar evidências empíricas sobre o processo de institucionalização da contabilidade gerencial ao longo do tempo, em organizações do terceiro setor brasileiro, sugerindo novos estudos. Como contribuição prática, tem-se a possibilidade de aperfeiçoamento dos modelos de gestão das organizações do terceiro setor por meio do entendimento da dinâmica utilizada no processo de mudança da contabilidade gerencial, pelos agentes envolvidos.</p> Renicia Maria Innocenti Rogério João Lunkes Valdirene Gasparetto Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 302 323 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19648 Expectativas e satisfação dos discentes sobre os saberes e competências requeridas dos docentes na área de ciências contábeis https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/20179 <p><strong>Objetivo</strong>: O objetivo do estudo foi verificar na percepção dos estudantes de Ciências Contábeis quais as expectativas e satisfação em relação às competências dos docentes atuantes no curso, envolvendo a compreensão sobre conhecimentos, habilidades e atitudes.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Desenvolveu-se um estudo descritivo, com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 102 alunos do Curso de Ciências Contábeis que cursavam o nono e décimo período no ano de 2018 em uma instituição pública federal, situada no interior de Minas Gerais. Foi aplicado o teste estatístico de Mann-Whitney para testar a diferença entre a expectativa e a satisfação dos discentes em relação à competência docente.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os achados evidenciaram diferenças significativas para todas as variáveis pesquisadas. Verificou-se que o nível geral de expectativa do aluno é bem superior à satisfação, há indícios de haver falhas no planejamento pedagógico do curso.&nbsp;</p> <p><strong>Contribuições do estudo</strong>: O estudo contribui para que gestores acadêmicos percebam a importância de um planejamento pedagógico adequado para o curso, bem como promover a formação docente. Os resultados do estudo também contribuem para a evidenciação da responsabilidade dos docentes quanto à sua qualificação para alcançar as competências necessárias para a sua atuação em sala de aula.</p> Tamires Sousa Araújo Edvalda Araújo Leal Roberta Ferreira Lourenço Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 324 342 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID20179 Traços de personalidade e variáveis do comportamento planejado do indivíduo: um estudo de seus efeitos nas intenções empreendedoras https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19637 <p><strong>Objetivo</strong>: Este estudo tem como objetivo investigar quais os efeitos dos traços de personalidade sobre as intenções empreendedoras dos alunos concluintes dos cursos de Ciências Contábeis de duas instituições de ensino superior privadas e uma pública, localizadas na região centro-oeste do Brasil.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Estudo descritivo, realizado a partir de uma pesquisa de levantamento, com a amostra constituída por 173 alunos sendo 86 de uma universidade pública e 87 de duas universidades privadas. O instrumento de pesquisa foi aplicado presencialmente aos respondentes e para a análise dos dados adotou-se a técnica de modelagem de equações estruturais.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Dentre os resultados constatou-se que as atitudes afetam as intenções empreendedoras dos alunos de maneira estatisticamente significante permitindo inferir que ela é um dos princípios mais forte para se iniciar uma carreira empreendedora pelo fato da avaliação dos prós e contras. Também confirmou-se que os traços de personalidade (personalidade proativa e lócus de controle) são muito relevantes para se entender os interesses empreendedores de um indivíduo. A personalidade proativa é uma característica que afeta positivamente a atitude, a norma subjetiva, o controle comportamental percebido e também as intenções empreendedoras do indivíduo. O lócus de controle por sua vez afeta tanto nas normas subjetivas quanto no controle comportamental percebido do indivíduo.</p> <p><strong>Contribuições do estudo</strong>: Seus resultados permitem inferir que os traços de personalidade e as variáveis da Teoria do Comportamento Planejado são em partes boas preditoras das intenções comportamentais.</p> Edicreia Andrade dos Santos Gabriel Lourenço Xavier Cristiane Alves da Silva Moura Luiz Miguel Renda dos Santos Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 343 358 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19637 Qual é o valor da empresa? O caso de valuation da empresa Magazine Luiza https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19563 <p><strong>Objetivo</strong>: A empresa Magazine Luiza, fundada em novembro/1957, ícone do varejo nacional, abriu seu capital em 2011 na B3, com crescimento exponencial na valorização de suas ações. Este caso proporciona os seguintes objetivos pedagógicos: a) promover a análise de problemas, propor e indagar decisões em relação à valuation; b) estimular a reflexão entre a teoria que sustenta os propósitos de avaliação e a forma como ela deve ser desenvolvida e aplicada; c) ampliar a capacidade de relacionar os pressupostos teóricos de valuation e a sua adequação à realidade.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: As Demonstrações Contábeis foram extraídas do site da empresa MGL, na Economática® e no site da B3. Também foi utilizada a base de dados do professor Damodaran. Destaca-se que os dados são reais, porém, em contrapartida, considera-se como situação hipotética a existência da empresa Alpha Varejo e sua proposta de aquisição da empresa Magazine Luiza.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Sob o ponto de vista comportamental, permite que estudantes e docente tenham diálogos e discussões saudáveis de modo que haja respeito mútuo às opiniões e ideias divergentes, permitindo a exposição de seus pontos de vista. Estimar o valor da empresa pelos métodos do Fluxo de Caixa Descontado e Avaliação Relativa é uma tarefa complexa, e pode ser considerada como um processo importante para tomada de decisão, principalmente para o acionista da empresa. No uso dos métodos, reside a necessidade de escolhas de premissas adequadas que melhor refletem a realidade da empresa.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A realização da atividade proposta, com estudantes de graduação ou pós-graduação na área de negócios em disciplinas voltadas para análise de viabilidade financeira de empresas e <em>valuation,</em> contribui para a formação destes estudantes com desenvolvimento de análise crítica e estímulo à discussão na área de finanças.</p> Kelly Aparecida Silva Jacques Vivian Duarte Couto Fernandes Lísia de Melo Queiroz Moisés Ferreira da Cunha Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 359 377 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19563 Planejamento orçamentário para a educação: superando um desafio https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/19468 <p><strong>Objetivo</strong>: Este caso de ensino foi preparado a partir de observações de questões vivenciadas pelo município de Cachoeiro de Santa Cruz e adaptadas para efeitos didáticos, com o objetivo de auxiliar na construção de um planejamento orçamentário governamental efetivo. Sua finalidade é fomentar a reflexão a respeito das limitações e potencialidades da gestão orçamentária municipal e, ainda, propor soluções aos fundos destinados à educação básica e fundamental, em cenários de restrição de ordem material e financeira.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: A proposta apresenta mecanismos para a construção do planejamento, com o intuito de mitigar os problemas relacionados à falta de vagas, à contratação e manutenção de pessoal capacitado e ao investimento em um ensino de qualidade. Os dados, secundários, foram obtidos no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e no Portal da Transparência da Prefeitura Municipal. Todos os dados numéricos foram retirados e intencionalmente modificados do Relatório Orçamentário do ano de 2017.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Espera-se que, com a aplicação deste caso de ensino, os alunos desenvolvam conhecimentos, habilidades e atitudes que instiguem análise e pensamento crítico sobre o cenário descrito, permitindo que os participantes assumam uma postura assertiva e tomem decisões mais apropriadas quanto a gestão orçamentária.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O caso foi elaborado para a utilização em disciplinas de Finanças Públicas e Gestão Orçamentária, aplicável a cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Ciências Contábeis, Economia e áreas afins, com o intuito de discutir questões e fomentar o interesse dos participantes quanto à melhor forma de se construir um planejamento orçamentário governamental adequado.</p> Jander Ângelo Diogo Ferreira Naiany Gabrielle Pereira Lima Odemir Vieira Baêta Juliana Saraiva Moreira Carla Beatriz Marques Rocha e Mucci Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 378 397 Resenha do livro: Fraudes documentais e contábeis. Timi, S. R. R. & Heimoski, V. T. M. (2020). (1ª ed). Curitiba, PR: Editora Intersaberes, 194 páginas, ISBN: 978-8522702626 https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/22970 <p>Esta resenha tem por intuito apresentar as principais ideias e percepções discutidas no livro de Sônia Regina Ribas Timi e Vanya Trevisan Marcon Heimoski lançado no ano de 2020, pela Editora Intersaberes.</p> Lorena Layza Pimenta Oliveira Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID22970 Qual é o valor da empresa? O caso de valuation da empresa Magazine Luiza https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23657 <p>Banco de dados brutos de pesquisa.</p> Kelly Silva Jacques Vivian Duarte Couto Fernandes Lísia de Melo Queiroz Moisés Ferreira da Cunha Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23657 A adequação dos grandes municípios brasileiros na divulgação das informações de margem de expansão das despesas conforme a LRF https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23658 <p>Banco de dados brutos de pesquisa.</p> Guilherme Simões Belote Ricardo Rocha de Azevedo Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23658 Indicadores econômico-financeiros de empresas brasileiras: uma comparação entre setores https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23659 <p>Banco de dados brutos de pesquisa.</p> Vinícius Giovani Jacintho Adriana Kroenke Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23659 Gerenciamento de resultados via accruals discricionários: seriam os lucros medidas confiáveis para os investidores? https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23660 <p>Banco de dados brutos de pesquisa.</p> Ronan Reis Marçal Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23660 Os princípios subjacentes às IFRS e as bases de mensuração dos elementos integrantes das demonstrações financeiras https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23625 <p><strong>Objetivo</strong>: Este ensaio teórico busca apresentar conceitos, argumentos e discussões acerca da adoção e utilização das IFRS, com foco em seus princípios subjacentes e bases de mensuração.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Revisão da literatura com a apresentação e discussão de argumentos de autores que pesquisaram sobre a utilização das IFRS e seus princípios subjacentes e bases de mensuração.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os padrões contábeis baseados em princípios são tidos, por uma corrente de autores, como uma possível solução para o problema da harmonização contábil. Porém, outra corrente de autores afirma que a padronização contábil baseada em princípios, embora possa resultar em relatórios financeiros com maior qualidade são menos assertivos, tendo em vista a existência de subjetividade no conteúdo das demonstrações financeiras. Tal fato leva à conclusão de que seria impossível a harmonização absoluta da normatização contábil.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O estudo propõe apontamentos a respeito da discussão sobre as IFRS, responsáveis por aumentar a qualidade das demonstrações financeiras, ao mesmo tempo em que diminui a confiabilidade das informações produzidas, tendo em vista as dificuldades inerentes à aplicação do conceito de valor justo.</p> Camila Teresa Martucheli Antonio Dias Pereira Filho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23625 Benefícios do uso da tecnologia Blockchain como instrumento para a auditoria contábil https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23626 <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar quais os possíveis benefícios do uso da tecnologia <em>Blockchain</em> como instrumento para a auditoria contábil.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para atingir o objetivo deste estudo, foi realizado um ensaio teórico por meio de uma seleção da literatura nacional e internacional sobre a auditoria contábil e os potenciais benefícios da tecnologia <em>Blockchain</em>. Além disso, foi analisada a relação desses potenciais benefícios com os procedimentos adotados pelo auditor contábil.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os achados da literatura mostram que, apesar das complexidades, a tecnologia<em> Blockchain</em> oferece uma oportunidade para aperfeiçoar os relatórios financeiros e os processos de auditoria. A adoção dessa tecnologia pode permitir que os auditores desenvolvam procedimentos para obter evidências de auditoria diretamente de <em>Blockchains</em> e adaptarem os procedimentos para usufruir dos benefícios dela<em>,</em> bem como abordar riscos incrementais e que, embora o processo de auditoria possa tornar-se mais contínuo, os auditores ainda terão que aplicar julgamento profissional ao analisar estimativas contábeis e outros julgamentos feitos pela administração na preparação das demonstrações financeiras.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Acredita-se que este trabalho traz uma contribuição para um diálogo ativo e contínuo quanto ao uso do <em>Blockchain</em> nos processos de auditoria, bem como o conhecimento de vantagens que essa tecnologia oferece aos profissionais e despertará o interesse de pesquisa sobre o uso da tecnologia <em>Blockchain</em> na auditoria contábil.</p> Maervelym Pâmella de Andrade Simões Janeide Albuquerque Cavalcanti Janaina Ferreira Marques de Melo Cristiane Queiroz Reis Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23626 Um estudo sobre os fatores determinantes da estrutura de capital das empresas brasileiras: uma análise de regressão quantílica https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23627 <p><strong>Objetivo</strong>: O presente artigo teve como objetivo principal analisar os fatores determinantes da estrutura de capital de noventa e quatro empresas dentre as quinhentas maiores companhias brasileiras do anuário da revista Exame de 2018.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Como base para a pesquisa foram utilizadas informações das demonstrações contábeis das maiores empresas brasileiras. Os dados foram obtidos a partir das informações financeiras do exercício de 2017 de 94 empresas, dentre as 500 maiores segundo o anuário da revista Exame de 2018. A inferência dos dados foi feita através de análise estatística descritiva e da análise de regressão quantílica. Os dados foram obtidos diretamente dos sites das próprias empresas e por meio do software Economática. A análise descritiva e econométrica foi feita utilizando o software Stata 12.</p> <p><strong>Resultados</strong>:&nbsp; Os resultados indicam que variáveis como tamanho e estrutura dos ativos são significantes, em alguns quantis, para determinar a forma pela qual as empresas adotam determinada estrutura de capital. Além disso, os resultados indicam que a relação entre o tamanho da empresa e o nível de endividamento total é positivo para o quantil 25 da amostra. Outro ponto a destacar é que a variável estrutura dos ativos tem uma relação positiva com a variável endividamento de longo prazo, para os quantis 75 e 95.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Esta pesquisa é uma importante contribuição para a literatura na área de finanças, tendo em vista a utilização do método da regressão quantílica. A escassez de pesquisas feitas utilizando esse método é notória. Além disso, os resultados obtidos por outros trabalhos sobre o tema ainda não são convergentes acerca das variáveis relevantes para a determinação da estrutura de capital.</p> Osvaldo Martins Quintella Junior Claudio Ulysses Ferreira Coelho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23627 Análise da eficiência dos municípios sergipanos: comparação entre notas da prova Brasil e recursos destinados à educação https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23628 <p><strong>Objetivo: </strong>Identificar o nível de eficiência dos municípios sergipanos em promover bons índices educacionais com os recursos destinados a este setor.</p> <p><strong>Método: </strong>Realizou-se uma pesquisa com metodologia quantitativa aplicando a Análise Envoltória de Dados como técnica para mensuração do desempenho das cidades investigadas. Selecionou-se como variáveis de <em>input</em> as despesas municipais com educação e os recursos recebidos do FNDE. As variáveis de <em>output</em> foram as notas do Prova Brasil nas séries do ensino fundamental.</p> <p><strong>Resultados: </strong>Os resultados apontaram para o fato de que gastar mais não garante um bom desempenho educacional, pois municípios com orçamentos mais enxutos conseguem alcançar melhores resultados no setor discutido. Com os alvos traçados pela análise, a proposta para os municípios ineficientes foi manter ou até diminuir os recursos, mas, ao mesmo tempo, sempre elevar as notas no Prova Brasil.</p> <p><strong>Contribuições do estudo: </strong>O estudo pode ser considerado uma ferramenta de consulta para que os gestores municipais tracem estratégias visando a eficiência no consumo de recursos e também a entrega de melhores serviços à comunidade. Adicionalmente, serve de apoio para que a sociedade perceba como tem sido o desempenho de sua localidade e assim ter subsídios para cobrar das autoridades uma maior transparência.</p> Nadielli Maria dos Santos Galvão Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23628 Uma análise da eficiência dos gastos públicos com educação nos municípios do Estado do Amazonas no período de 2013 a 2017 https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23629 <p><strong>Objetivo</strong>: Este artigo teve como objetivo avaliar a eficiência dos gastos públicos dos municípios do Estado do Amazonas com o ensino fundamental nos anos de 2013 a 2017 por meio da construção de um <em>ranking</em> da eficiência dos municípios relacionando os resultados obtidos no Ideb por cada município no período, sob a contrapartida dos valores das despesas liquidadas com educação fundamental, média de alunos matriculados no período, gasto médio por aluno e PIB per capita de cada município.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para avaliar a eficiência dos 37 municípios amazonenses da amostra, utilizou-se a técnica Análise Envoltória de Dados (DEA). As variáveis analisadas compreendem os dados municipais referentes ao Produto Interno Bruto (PIB), número de habitantes, número de estudantes matriculados, gasto com educação e as notas do Ideb para o período.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Os resultados mostraram que somente oito municípios (21,6%) foram classificados como eficientes e que esses municípios foram aqueles com as piores condições de partida, em termos de riqueza média e desempenho educacional, e que realizaram os menores gastos por aluno matriculado, o que reafirma a constatação de retornos decrescentes de escala em educação. Já os municípios menos eficientes foram aqueles com a melhor condição de partida em termos de PIB per capita e que apresentaram elevados gastos por aluno, mas que alcançaram os piores desempenhos no Ideb de 2017.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: Considerando os valores gastos pelos municípios amazonenses com educação fundamental, levando em consideração o porte e o desempenho no Ideb de cada município no período em análise, a pesquisa procura demonstrar a eficiência na aplicação dos gastos com educação fundamental, fornecendo informações úteis e relevantes para uma alocação mais qualificada e eficiente dos recursos públicos em educação proporcionando melhorias nos aspectos sociais da população.</p> Mayara Guimarães de Sousa Carla Macedo Velloso dos Santos Adenes Teixeira Alves Manoel Martins do Carmo Filho Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23629 Sistema de avaliação de desempenho para apoio à gestão da coordenadoria dos processos licitatórios de um Hospital Universitário https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23642 <p><strong>Objetivo</strong>: O objetivo da pesquisa é estruturar um modelo para apoiar a gestão da Coordenadoria de Processos Licitatórios do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina, visando construir, no seu gestor, conhecimento acerca do contexto que administra, permitindo a visualização dos aspectos julgados como necessários e suficientes para se ter em consideração nesse processo.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Utiliza-se a metodologia Multicritério de Apoio à Decisão-Construtivista (MCDA-C) para a estruturação de um sistema de avaliação de desempenho específico às particularidades do contexto e de seu gestor. Assim, a pesquisa utiliza-se de uma abordagem qualitativa, sob forma de estudo de caso, com coleta de dados primários, a partir de entrevistas com o gestor da coordenadoria.</p> <p><strong>Resultados</strong>: A estruturação do sistema permite o desenvolvimento de uma estrutura hierárquica de valor e indicadores qualitativos de desempenho. A criação dos indicadores de desempenho possibilita o efetivo acompanhamento das atividades desenvolvidas pelo setor, conduzindo a uma gestão eficiente e à melhor aplicação dos recursos públicos. Permite, ainda, a visualização dos aspectos em níveis comprometedores, de mercado e de excelência, evidenciando os fatores relevantes para a gestão.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O estudo contribui para o preenchimento de lacuna evidenciada com base na análise da literatura sobre o tema. Considera-se que o sistema subsidia o gestor com informações específicas para a tomada de decisão e promove uma discussão, ainda não encontrada na literatura, a respeito do uso de abordagens construtivistas para o setor licitatório de um hospital universitário.</p> Samuel Souza de Araújo Lucas dos Santos Matos Sandra Rolim Ensslin Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23642 Institucionalização de regras e rotinas da contabilidade gerencial em uma fundação privada educacional catarinense: abordagem institucional do terceiro setor brasileiro https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23648 <p><strong>Objetivo</strong>: Verificar a mudança de regras e rotinas da contabilidade gerencial de uma organização do terceiro setor à luz da Velha Economia Institucional (OIE).</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Para analisar a mudança institucional da contabilidade gerencial foi realizada pesquisa documental, descritiva e com abordagem qualitativa. A pesquisa foi aplicada em uma fundação privada educacional catarinense, selecionada por ser entidade integrante do terceiro setor e pela acessibilidade. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas e documentos, entre os meses de setembro de 2018 e fevereiro de 2019. Para análise dos dados foi utilizada a análise qualitativa de conteúdo.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Na abordagem institucional, a mudança da contabilidade gerencial da Fundação foi classificada como formal, revolucionária e progressiva. A institucionalização de regras e rotinas da contabilidade gerencial foi promovida pela necessidade da gestão de ter ferramentas mais ágeis e seguras para apoiar a tomada de decisão. As regras e rotinas da contabilidade gerencial foram modificadas e/ou abandonadas, ao longo do tempo, com a reconfiguração das práticas existentes, para sua inovação. A integração de sistemas da Fundação a partir da padronização e compartilhamento de informações contábeis e fiscais proporcionou melhoria na qualidade das informações, melhor integração com o fisco e rapidez no acesso às informações, suscitando controles mais eficientes, seguros e úteis à gestão.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A pesquisa contribui para a literatura contábil por apresentar evidências empíricas sobre o processo de institucionalização da contabilidade gerencial ao longo do tempo, em organizações do terceiro setor brasileiro, sugerindo novos estudos. Como contribuição prática, tem-se a possibilidade de aperfeiçoamento dos modelos de gestão das organizações do terceiro setor por meio do entendimento da dinâmica utilizada no processo de mudança da contabilidade gerencial, pelos agentes envolvidos.</p> Renícia Maria Innocenti Rogério João Lunkes Valdirene Gasparetto Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23648 Traços de personalidade e variáveis do comportamento planejado do indivíduo: um estudo de seus efeitos nas intenções empreendedoras https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23650 <p><strong>Objetivo</strong>: Este estudo tem como objetivo investigar quais os efeitos dos traços de personalidade sobre as intenções empreendedoras dos alunos concluintes dos cursos de Ciências Contábeis de duas instituições de ensino superior privadas e uma pública, localizadas na região centro-oeste do Brasil.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: Estudo descritivo, realizado a partir de uma pesquisa de levantamento, com a amostra constituída por 173 alunos sendo 86 de uma universidade pública e 87 de duas universidades privadas. O instrumento de pesquisa foi aplicado presencialmente aos respondentes e para a análise dos dados adotou-se a técnica de modelagem de equações estruturais.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Dentre os resultados constatou-se que as atitudes afetam as intenções empreendedoras dos alunos de maneira estatisticamente significante permitindo inferir que ela é um dos princípios mais forte para se iniciar uma carreira empreendedora pelo fato da avaliação dos prós e contras. Também confirmou-se que os traços de personalidade (personalidade proativa e lócus de controle) são muito relevantes para se entender os interesses empreendedores de um indivíduo. A personalidade proativa é uma característica que afeta positivamente a atitude, a norma subjetiva, o controle comportamental percebido e também as intenções empreendedoras do indivíduo. O lócus de controle por sua vez afeta tanto nas normas subjetivas quanto no controle comportamental percebido do indivíduo.</p> <p><strong>Contribuições do estudo</strong>: Seus resultados permitem inferir que os traços de personalidade e as variáveis da Teoria do Comportamento Planejado são em partes boas preditoras das intenções comportamentais.</p> Edicreia Andrade dos Santos Gabriel Lourenço Xavier Cristiane Alves da Silva Moura Luiz Miguel Renda dos Santos Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23650 Qual é o valor da empresa? O caso de valuation da empresa Magazine Luiza https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23655 <p><strong>Objetivo</strong>: A empresa Magazine Luiza, fundada em novembro/1957, ícone do varejo nacional, abriu seu capital em 2011 na B3, com crescimento exponencial na valorização de suas ações. Este caso proporciona os seguintes objetivos pedagógicos: a) promover a análise de problemas, propor e indagar decisões em relação à <em>valuation</em>; b) estimular a reflexão entre a teoria que sustenta os propósitos de avaliação e a forma como ela deve ser desenvolvida e aplicada; c) ampliar a capacidade de relacionar os pressupostos teóricos de <em>valuation</em> e a sua adequação à realidade.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: As Demonstrações Contábeis foram extraídas do site da empresa MGL, na Economática® e no site da B3. Também foi utilizada a base de dados do professor Damodaran. Destaca-se que os dados são reais, porém, em contrapartida, considera-se como situação hipotética a existência da empresa Alpha Varejo e sua proposta de aquisição da empresa Magazine Luiza.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Sob o ponto de vista comportamental, permite que estudantes e docente tenham diálogos e discussões saudáveis de modo que haja respeito mútuo às opiniões e ideias divergentes, permitindo a exposição de seus pontos de vista. Estimar o valor da empresa pelos métodos do Fluxo de Caixa Descontado e Avaliação Relativa é uma tarefa complexa, e pode ser considerada como um processo importante para tomada de decisão, principalmente para o acionista da empresa. No uso dos métodos, reside a necessidade de escolhas de premissas adequadas que melhor refletem a realidade da empresa.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: A realização da atividade proposta, com estudantes de graduação ou pós-graduação na área de negócios em disciplinas voltadas para análise de viabilidade financeira de empresas e <em>valuation,</em> contribui para a formação destes estudantes com desenvolvimento de análise crítica e estímulo à discussão na área de finanças.</p> Kelly Silva Jacques Vivian Duarte Couto Fernandes Lísia de Melo Queiroz Moisés Ferreira da Cunha Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23655 Planejamento orçamentário para a educação: superando um desafio https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/23719 <p><strong>Objetivo</strong>: Este caso de ensino foi preparado a partir de observações de questões vivenciadas pelo município de Cachoeiro de Santa Cruz e adaptadas para efeitos didáticos, com o objetivo de auxiliar na construção de um planejamento orçamentário governamental efetivo. Sua finalidade é fomentar a reflexão a respeito das limitações e potencialidades da gestão orçamentária municipal e, ainda, propor soluções aos fundos destinados à educação básica e fundamental, em cenários de restrição de ordem material e financeira.</p> <p><strong>Metodologia</strong>: A proposta apresenta mecanismos para a construção do planejamento, com o intuito de mitigar os problemas relacionados à falta de vagas, à contratação e manutenção de pessoal capacitado e ao investimento em um ensino de qualidade. Os dados, secundários, foram obtidos no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e no Portal da Transparência da Prefeitura Municipal. All numerical data were taken and intentionally modified from the Budget Report of 2017.</p> <p><strong>Resultados</strong>: Espera-se que, com a aplicação deste caso de ensino, os alunos desenvolvam conhecimentos, habilidades e atitudes que instiguem análise e pensamento crítico sobre o cenário descrito, permitindo que os participantes assumam uma postura assertiva e tomem decisões mais apropriadas quanto a gestão orçamentária.</p> <p><strong>Contribuições do Estudo</strong>: O caso foi elaborado para a utilização em disciplinas de Finanças Públicas e Gestão Orçamentária, aplicável a cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Ciências Contábeis, Economia e áreas afins, com o intuito de discutir questões e fomentar o interesse dos participantes quanto à melhor forma de se construir um planejamento orçamentário governamental adequado.</p> Jander Ângelo Diogo Ferreira Naiany Gabrielle Pereira Lima Juliana Saraiva Moreira Odemir Vieira Baêta Carla Beatriz Marques Rocha e Mucci Copyright (c) 2021 REVISTA AMBIENTE CONTÁBIL - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - ISSN 2176-9036 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2021-01-02 2021-01-02 13 1 10.21680/2176-9036.2021v13n1ID23719