Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades https://periodicos.ufrn.br/bagoas <p style="margin: 0px; min-height: 50px; max-height: 125px; overflow: hidden; text-overflow: ellipsis;"><strong>Scope:&nbsp;</strong>Publicação semestral de estudos teóricos, pesquisas empíricas, ensaios e resenhas sobre as temáticas de gênero e&nbsp;sexualidade, com destaque para os estudos gays, lésbicos e&nbsp;<em>queer,</em>&nbsp;homossexualidades, lesbianidades,&nbsp;transexualidades.&nbsp;&nbsp;A revista publica igualmente trabalhos de teoria social, direitos humanos, cultura e política que dialoguem com a temática central.</p> <p style="margin: 0px; text-align: left;"><strong>Área do conhecimento</strong>: Ciências Humanas <strong>Qualis/CAPES</strong>:B3 <strong>e-ISSN</strong>:2316-6185 <strong>Contato</strong>:<a title="E-mail" href="mailto:bagoas.cchla@outlook.com " target="_blank" rel="noopener">bagoas.cchla@outlook.com</a></p> pt-BR bagoas.cchla@outlook.com (Anne C. Damásio) bagoas.cchla@outlook.com (Sabrina da Silva Barbosa) Sex, 09 Jul 2021 16:29:23 -0300 OJS 3.1.2.1 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Expediente https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/25882 Ana Beatriz Venceslau Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/25882 Sex, 09 Jul 2021 15:37:43 -0300 Em meio a cílios, maquiagens, perucas e livros: diferentes formas de (re)produção das masculinidades https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22629 <p>O presente trabalho tem como objetivo problematizar alguns saberes ligados ao processo de (re)construção das subjetividades como, por exemplo, masculinidades, resistências e (in)disciplinas. Para tal, serão analisados diferentes excertos do musical inglês <em>Everybody's Talking About Jamie</em>. Artefatos culturais possuem potência pedagógica, social, estética e política, propiciando debates e visibilidade a outros modos de ser e estar nas relações sociais. As contribuições teórico-metodológicas são dos trabalhos de Michel Foucault e da perspectiva pós-estruturalista.</p> José Lopes da Silva Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22629 Sex, 09 Jul 2021 15:43:08 -0300 Gênero e tensões do currículo no sertão pernambucano https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22729 <p>Diferentes representações de gênero estão presentes na história/cultura do Cangaço. Elas chegam à escola, mobilizam conhecimentos, mas não estão presentes nos currículos oficiais. Este estudo analisa processos de subjetivação e reconfiguração de identidades de estudantes do sertão de Pernambuco quanto a suas referências de gênero e sexualidade. Com base na teoria pós-estruturalista do discurso, entendemos instituições e contextos como ambientes não suturados e identidades como relacionais e instáveis. O currículo é espaço de constituição de propostas sustentadas e (re)negociadas por agentes dinâmicos e contraditórios. Entrevistas e oficinas didáticas revelam o estabelecimento de uma pedagogia dos gêneros hegemônicos. A redução das relações de gênero a categorias meramente descritivas no currículo formal permite que um padrão de naturalidade frente aos conflitos e dúvidas dos estudantes quanto à sexualidade se cristalize.</p> Gilberto Moreira Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22729 Sex, 09 Jul 2021 15:50:40 -0300 Como seria o mundo se os homens cisgêneros também menstruassem? Outras abordagens sobre a menstruação no ensino de ciências e biologia https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22807 <p>O trabalho teve por objetivo refletir sobre os desafios e possibilidades para a abordagem da menstruação no ensino de biologia em uma perspectiva de justiça social e discussão de relações de poder, por meio da caracterização dos sentidos mobilizados por estudantes da oitava série de uma escola de Bogotá, Colômbia, no começo e final de uma proposta didática. Reconhecendo que tradicionalmente as temáticas do corpo são abordadas de maneira higienista, determinista e biomédica, trabalhamos em aulas de ciências, com uma proposta didática que permitisse a construção de outros sentidos sobre a menstruação. A caracterização dos sentidos construídos pelo alunado no começo e final da proposta demonstram a importância de problematizar o machismo, conceitos de identidade de gênero, a articulação entre capitalismo e controle do corpo para a formação política do alunado e mudar os olhares sobre a menstruação.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;</p> Yonier Alexander Orozco Marín, Suzani Cassiani Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22807 Sex, 09 Jul 2021 15:52:59 -0300 A ESCREVIVÊNCIA DO CORPO NA COMPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS DISSIDÊNCIAS DE GÊNERO DECOLONIAIS https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22850 <p>Neste ensaio objetivou-se discutir as ressignificações de dissidências de gêneros e identidades sob o prisma decolonial. Por meio do conceito de “escrevivência” de Conceição Evaristo e sob uma perspectiva decolonial sobre gênero e dissidências, tentamos dialogar sobre os efeitos da experiência escritos no/de corpos LGBTQIA+ nos seus modos de vida plurais. Problematizamos uma escrita corpórea e de si que burle os processos de universalização das experiências da diversidade em enquadramentos topográficos das identidades. Tecemos uma escrita-contestação-denúncia necessária para o campo dos estudos de gênero para o reconhecimento e remodelações das existências dissidentes de gênero,&nbsp; convocamos nas entrelinhas uma legitimação inventiva das formas de se relacionar consigo e com o outro escrevendo no próprio corpo nossas experiências de sentido e leitura de mundo.</p> Antoniel dos Santos Gomes Filho, Larissa Ferreira Nunes , Tadeu Lucas de Lavor Filho Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22850 Sex, 09 Jul 2021 15:54:51 -0300 A ignorância cisheteronormativa https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22354 <p>O presente artigo visa pensar um conceito de ignorância cisheteronormativa, de modo a compreender e enfrentar as políticas de invisibilização e apagamento das Pessoas Trans em diferentes espaços sociais. Utilizo uma reflexão teoricamente engajada dos termos de ignorância, gênero, conhecimento e Transfeminismo para buscar uma decupagem de ideias de neutralidade, cisheteronormatividade e cissexismo. O material empírico analisado vem sendo coletado através da minha etnografia multilocalizada com coletivos e Programas de Extensão voltados à acessibilização do ensino superior para Pessoas Trans e ao combate a transfobia desde 2018. Os resultados dessa problematização apontam para um “conhecimento ignorante” dos sujeitos cis que reflete um processo de instrumentalização política e epistemológica que não apenas contribui ao erro, mas, insiste em errar.</p> Alef de Oliveira Lima Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22354 Sex, 09 Jul 2021 15:58:02 -0300 Pedagogias da sexualidade e do gênero na era da pornografia on-line: pensando a partir das Culturas Juvenis https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22709 <p>O objetivo do presente artigo é propor uma reflexão sobre a forma como as representações pornográficas disponíveis <em>on-line</em> podem atuar como uma pedagogia da sexualidade e do gênero entre os jovens na atualidade. Partimos da exposição dos referencias teóricos que nos permitem pensar o sentido contemporâneo do termo pornografia e que permitem que entendamos o discurso pornográfico enquanto constituidor de uma pedagogia da sexualidade e do gênero. Apresentamos, então, algumas posições sobre a questão pornográfica a partir do debate histórico feminista norte-americano. Por fim, a partir de alguns apontamentos sobre a noção de culturas juvenis e de revisão bibliográfica procuramos refletir sobre as formas como o discurso pornográfico está presente no universo dos jovens na contemporaneidade.</p> Gabriela Bercht Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22709 Sex, 09 Jul 2021 15:59:21 -0300 Identidade sexual, homossexualidade e grafitos escolares: possibilidades de leituras https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22642 <p>Este artigo objetiva refletir sobre as representações da homossexualidade em alguns grafitos produzidos por adolescentes em uma escola estadual no noroeste paulista, entre os anos de 2018 e 2019 sob a perspectiva de gênero.&nbsp; Buscamos identificar e analisar nas imagens as construções de subjetividades, estigmas, preconceitos de gênero e de sexualidade. Em relação a metodologia, trata-se de uma pesquisa descritiva-exploratória, de caráter qualitativo e com a lida das imagens utilizamos elementos de analise semiótica e da Análise Crítica do Discurso (ACD), pois permitem examinar aspectos socioculturais e linguísticos. Os resultados apontam a carência de pesquisas na formação docente sobre as temáticas, gêneros e &nbsp;&nbsp;sexualidades, a existência de preconceitos relativos a homossexualidade.</p> Tânia Zimmermann, Adriano Rogério Cardoso Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22642 Sex, 09 Jul 2021 16:00:49 -0300 OS VENTOS DO NORTE TAMBÉM PODEM MOVER MOINHOS? “COMO SOBREVIVER A UMA PRAGA” E RESPOSTAS À EPIDEMIA DE HIV/AIDS https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22759 <p>Este texto pensa em respostas acerca da epidemia de HIV/aids a partir do documentário “How to survive a plague”, traduzido para “Como sobreviver a uma praga”, dirigido por David France e lançado em 2012. O filme, pensado com suas potências pedagógicas, traz registros de enfrentamentos a aids nos Estados Unidos, sobretudo nas décadas de 80 e 90, a partir do ACT UP, coletivo de luta pela vida das pessoas com aids. Utilizo a cartografia como forma de percorrer os trajetos audiovisuais na procura de forças e afetos que permitam pensar nos impactos epidêmicos no passado e no presente. Penso nos ventos do Norte como o que venta do Norte, pelo Norte e para outros lugares do planeta, em diálogo-metafórico com a música “Sangue Latino”, a procura de potências que somem com ventos outros e possam também mover moinhos no Sul em relação a dilemas contemporâneos do HIV/aids.</p> Tiago Amaral Sales Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22759 Sex, 09 Jul 2021 16:02:02 -0300 Um nome, uma escola, um adeus: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/21916 <p>Este trabalho analisou um determinado período da trajetória de vida de Argemiro/Ana Luísa Paredes e abordando, inicialmente, o embate travado, na família e na escola, para exercer o direito de usar o nome social e, após este fracasso, que resultará no completo abandono escolar, o início de outro, dessa vez no âmbito social mais amplo, que é o de ser reconhecida como travesti, uma vez que, diferente de tantas, a única coisa que talvez lembre algo que possa ser associado ao feminino, é o longo cabelo, tudo o mais sendo ostensivamente masculino. Focamos a análise nos conflitos que nascem para dificultar/impedir o indivíduo de se ver como sujeito no ambiente escolar e como tais obstáculos podem ceifar sonhos e instituir a evasão como única solução para amenizar a dor da segregação.&nbsp;</p> <p><strong>PALAVRAS-CHAVE</strong>: Travesti; Evasão escolar; Nome social; Resistência.</p> Osvaldo da Silva Vasconcelos Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/21916 Sex, 09 Jul 2021 16:06:20 -0300 Uma revisão sobre a transexualidade masculina no contexto escolar nos anais do fazendo gênero. https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22790 <p>A transexualidade se fundamenta na discordância entre o sexo biológico e o gênero através do qual a pessoa se reconhece e deseja ser reconhecida. Partimos da pouca ou nenhuma visibilidade que os homens trans têm no Brasil, seja essa invisibilidade dessas identidades no mercado formal de trabalho ou no ambiente escolar, pois parece prevalecer uma concepção no imaginário social de que não é possível a transição de gênero do feminino ao masculino e, portanto, ignora-se essa transição. O trabalho tem como objetivo analisar o que foi produzido academicamente sobre transexualidade masculina no contexto escolar, e para isso realizamos um estado da arte nos anais de sete edições do evento Fazendo Gênero. O estudo se caracteriza como uma pesquisa qualitativa e com analise teórica direcionada para o campo das teorias pós-críticas. Concluímos que, como produção acadêmica, a transexualidade masculina aparece de maneira muito discreta nos anais do evento pesquisado.</p> Samuel Moreira de Araujo, Neil Franco Pereira de Almeida Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22790 Sex, 09 Jul 2021 16:09:27 -0300 “AMOR É CRISTÃO, SEXO É PAGÃO”: CONJUGALIDADES E PARENTALIDADES HOMOSSEXUAIS, RECONHECIMENTO E O DISCURSO JUDICIAL DA “HOMOAFETIVIDADE” (ADPF 132 E ADI 4277) https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/23077 <p>O objetivo fulcral deste trabalho é compreender como ocorreram os processos de reconhecimento da legitimidade das conjugalidades e parentalidades de gays e lésbicas no Brasil. Investigando a conjuntura predecessora em que gays e lésbicas deveriam judicializar seus desejos para lograrem reconhecimento de suas uniões homossexuais como corolário do conservadorismo e negligência do poder legislativo nacional que nunca legislou acerca das conjugalidades e parentalidades homossexuais no país, este trabalho investiga como o Supremo Tribunal Federal, mediante o processo e julgamento da ADPF 132 e ADI 4277, julgou e decidiu pelo reconhecimento das uniões homossexuais como legítimas uniões estáveis por intermédio da categoria da “homoafetividade”.</p> Danler Garcia Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/23077 Sex, 09 Jul 2021 16:11:37 -0300 Discriminación homoafectiva en España: un levantamiento histórico de sensibilización e inspiración https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19314 <p>El estudio tiene como objetivo el empleo del modelo español como fuente de inspiración para la sociedad brasileña en cuestiones de inclusión de las personas homosexuales y combate a la discriminación por orientación en el país. Como alternativa, se presentó la enseñanza en las Universidades españolas en la promoción de la sensibilización académica para temas de género y orientación sexual, destacando la actuación de la Universidad de Salamanca como referencia en políticas de igualdad e inclusión de personas en situación de exclusión social. Para eso ha sido realizada una investigación basada en fuentes bibliográficas que retrataron la condena de la homosexualidad en España en el período de la Dictadura de Franco (1939-1975) hasta la legalización del matrimonio entre personas del mismo sexo de 2005. Para la investigación ha sido empleada una metodología basada en la fuente bibliográfica multidisciplinar, con relación con el arte, el derecho, la historia, la psicología etcétera. Como indagaciones el estudio buscó algunas respuestas: ¿Cómo ha sido tratada la homosexualidad en España durante el período de la Dictadura de Franco? ¿Existió condena de la homosexualidad en normativa específica en el período? ¿Frente a la discriminación del Régimen Franquista hubo movimientos sociales que lucharon contra el sistema en el Reino de España? ¿Es posible citar algunos de estos movimientos? ¿En qué consistió la Ley 13/2005? ¿Con base en los preceptos de la igualdad previstos en esa normativa, hubo en el espacio académico español cambios en la enseñanza en tema de inclusión de minorías?</p> Douglas Verbicaro Soares Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19314 Sex, 09 Jul 2021 16:15:17 -0300 Conselhos Tutelares: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22224 <p>O artigo relata uma pesquisa quali-quantitativa realizada conselheiros tutelares de direitos da criança e do adolescente do município de São Paulo. Observa-se a perceepção e a tendência de comportamento frente a situações de relacionamento homossexual envolvendo adolescentes. Esses conselheiros apontaram receber espontaneamente casos associadas a população LGBT+. Alguns deles realzam encaminhamentos, associando comportamentos sexuais entre o mesmo sexo como se fossem situações de abuso sexual e/ou violência aos direitos dos adolescentes; outros orientam encaminhamento a psicólogos e outros serviços públicos, como se fossem problemáticas. Por isso, considera-se que os Conselhos Tutelares funcionam como propagadores de preconceito e de violência institucional e de Estado contra adolescentes LGBT+, uma vez que são órgãos articulados com políticas públicas.</p> Regina Figueiredo Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/22224 Sex, 09 Jul 2021 16:19:09 -0300 Por uma antropologia do programa https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/23977 <p><span style="font-weight: 400;">O presente artigo tem como objetivo analisar aspectos relacionados ao mundo dos “programas” do ponto de vista da atividade de GPs (garotos de programa) e clientes: a produção social das identidades relacionadas aos “programas”, a constituição mútua entre subjetividades, corporalidades e circulação de bens e dinheiro, a produção social de convenções de profissionalidade e o tema da biotecnologia de gênero. Tais análises insistem na rentabilidade do procedimento analítico que consiste no posicionamento do programa como núcleo a partir do qual se compreende uma rede de sujeitos, humanos e não-humanos.</span></p> Eros Sester Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/23977 Sex, 09 Jul 2021 16:21:16 -0300 O envelhecer e a homossexualidade masculina https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19641 <p>CUNHA, Luciana de Almeida da. <em>O Envelhecimento e a Homossexualidade Masculina.</em> Jundiaí: Paco Editorial, 2016.</p> Edmarcius Carvalho Novaes Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19641 Sex, 09 Jul 2021 16:22:45 -0300 O Deus do arco-íris: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19878 <p>Resenha do livro: JURKEWICZ, Regina Soares (Org.). <em>Teologias fora do armário</em>: teologia, gênero e diversidade sexual. Jundiaí: Max Editora, 2019. p. 148.</p> André Luís da Rosa Copyright (c) 2021 Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/19878 Sex, 09 Jul 2021 00:00:00 -0300