[1]
E. M. B. Ramos, A. da S. e Silva, e N. Almeida, “ INCERTEZAS FABRICADAS E O DIREITO À SAÚDE DO CONSUMIDOR”, RCGD, vol. 13, nº 1, p. 101-120, ago. 2020.