Foco e Escopo

Revista Educação em Questão é um periódico trimestral do Centro de Educação e Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Periódico (on-line) de acesso aberto, publica artigos originais e inéditos de Educação, resultantes de pesquisa cientifica, além de resenhas de livros e documentos históricos.

Processo de Avaliação pelos Pares

A apreciação do artigo pelos pareceristas reside na consistência do resumo (apresentando, necessariamente, objetivo, referencial teórico e/ou procedimento metodológico e resultados); consistência interna do trabalho (com relação ao objetivo, referencial teórico e/ou procedimento metodológico e aos resultados); consistência do título (com relação ao conhecimento produzido); qualidade do conhecimento educacional produzido (com relação à densidade analítica, evidências ou provas das afirmações apresentadas e ideias conclusivas); relevância científica (com relação aos padrões de uma pesquisa científica); originalidade do trabalho (com relação aos avanços da área de Educação) e adequação da escrita à norma culta da língua portuguesa.

Periodicidade

A Revista Educação em Questão é um periódico trimestral do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Sponsors

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Centro de Educação

Programa de Pós-Graduação em Educação

Histórico do periódico

A Revista Educação em Questão, periódico do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, foi criada em reunião plenária dos professores do Departamento de Educação, realizada em 18 de abril de 1986. No dia 28 de agosto de 1987, foi lançada a sua versão impressa em sessão solene, quando o Mestrado em Educação instalado em 1978, completava nove anos, com áreas de concentração em Pré-Escolar e em Tecnologia Educacional. No horizonte de uma política acadêmica de crescimento da Pós-Graduação em Educação (com seus níveis de mestrado e doutorado) e de divulgação de um conhecimento científico sistematizado mediante a interlocução de domínio de repertórios interdisciplinares, aberta às diversas correntes de pensamento da comunidade educacional brasileira e estrangeira, aqueles professores não mediram esforços para materializar o projeto editorial da Revista Educação em Questão, em substituição ao Boletim de Educação criado 1981, mas de circulação basicamente restrita às universidades federais da Região Nordeste. Em 1987, existiam vinte e três (23) Revistas de Educação editadas por instituições universitárias, sendo dez (10) de universidades da Região Sudeste; 7 (sete) de universidades da Região Sul; quatro (4) de universidades da Região Nordeste e duas (2) de universidades da Região Centro-Oeste. Dentre os grandes eventos nacionais, a Revista Educação em Questão assistiu à instalação da Assembleia Constituinte (fevereiro de 1987), à promulgação da Constituição Federal (5 de outubro de 1988), ao movimento em torno da “Educação em Constituinte”, às primeiras discussões do Plano Decenal de Educação para Todos (1990) e, ainda, à promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996). Com vinte e sete anos (sempre editada pela Editora da UFRN−EDUFRN), a Revista Educação em Questão passou por várias mudanças institucionais. No dia 15 de fevereiro de 2006, em reunião plenária dos professores do Departamento de Educação, foi oficializada a sua versão eletrônica, universalmente, fazendo com que professores e pesquisadores se aproximem numa corrente crescente de interações acadêmicas e científicas num continuum de permanências e mutações híbridas. Nesse transcurso de vinte sete anos de ininterrupta de circulação, aprimorou-se sua qualidade gráfica, como a diagramação e apresentação visual atraindo o prazer da leitura, às Normas para publicação, à regularidade, à periodicidade quadrimestral, à circulação (assinaturas, permutas, distribuição gratuitas), à gestão editorial e à indexação em bases de dados nacionais e internacionais. Em 2012 foi classificada no Qualis/CAPES de A2, referendada pela Comissão de Avaliação da Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação (ANPEd). Em 2013, a Revista implantou o Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) integrando o Portal de Periódicos Eletrônicos da UFRN. Decerto, o apoio institucional irrestrito do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, bem como a colaboração ilimitada dos seus professores e o trabalho fecundo de todos os membros dos Conselhos Editorias e Comitês Científicos fazem com que celebremos a longevidade e a vitalidade da nossa Revista Educação em Questão.