https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/issue/feed Revista Educação em Questão 2023-01-18T10:16:11-03:00 Marta Maria de Araújo eduquestao@ce.ufrn.br Open Journal Systems <p style="margin: 0px;"><strong>Scope:</strong> A Revista <em>Educação em Questão</em> é um periódico do Centro de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Periódico (<em>on</em>-<em>line</em>), de fluxo contínuo e de acesso aberto, publicado em quatro edições anuais com artigos originais e inéditos de Educação, resultantes de pesquisa cientifica, além de resenhas de livros e documentos históricos.</p> <p style="margin: 0px; text-align: left;"><strong>Área do conhecimento</strong>: Educação <strong>Qualis/CAPES</strong>:A2 <strong>e-ISSN</strong>:1981-1802 <strong>Contato</strong>: <a title="E-mail" href="mailto:eduquestao@ce.ufrn.br" target="_blank" rel="noopener">eduquestao@ce.ufrn.br</a></p> https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/29532 Mario Alighiero Manacorda e a educação da classe trabalhadora na escola pública 2022-11-04T00:29:10-03:00 Helen Cristina de Oliveira Vieira evanelen@hotmail.com Cézar de Alencar Arnaut de Toledo caatoledo@uem.br <p>Este artigo tem como objetivo analisar três contribuições de Mario Alighiero Manacorda ao campo da educação brasileira publicados na década de 1980. Os escritos do autor traduzidos no Brasil fortaleceram a discussão sobre a formação da classe trabalhadora e corroboraram com a defesa da escola pública, universal, gratuita e laica. Para tanto, foram examinadas duas entrevistas, uma publicada em 1986 e outra em 1987, e uma palestra proferida em 1987. No que se refere à fundamentação teórica, as análises estão ancoradas no materialismo histórico, especificamente nos escritos de Karl Marx, Friedrich Engels e Antonio Gramsci. Conclui-se que a escola pública é um ganho histórico da classe trabalhadora, deve ser mantida pelo Estado, mas, sem a sua interferência no que diz respeito à disseminação de ideologias. Nesse contexto, o papel da educação é proporcionar ao estudante a apropriação do que há de mais avançado e desenvolvido na ciência, tecnologia, esporte e arte com vistas à formação completa do homem.</p> <p> </p> 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/29874 Gramsci em debate com as concepções político-pedagógicas de Rosa Luxemburgo, de Trotsky, da Internacional Comunista e de Bukharin 2022-11-29T12:56:35-03:00 Lorivaldo do Nascimento lorinasci@yahoo.com.br Aparecida Favoreto cidafavoreto20@gmail.com <p>Este artigo se baseia, principalmente, nos Cadernos do Cárcere, e discorre sobre as análises gramscianas acerca das teorias de Rosa Luxemburgo, de Trotsky, da Internacional Comunista e de Bukharin. As críticas gramscianas direcionadas a esses teóricos e à Internacional Comunista, em geral, apontam que suas perspectivas e táticas políticas se firmavam em um prisma economicista/positivista, no qual predominava uma teoria mecanicista de causalidade histórica, permanecendo uma ideia de atuação política espontaneísta. Em um sentido adverso, Gramsci defende uma nova concepção político-pedagógica. No caso, pressupõe uma relação dialética entre infraestrutura e superestrutura, e entre teoria e prática histórico-social, além de defender a inserção da cultura em uma perspectiva de luta político-pedagógica. Desse modo, espera elevar moral e intelectualmente as classes subalternas, criando as condições teóricas capaz de superar o conformismo burguês, na mesma medida que poderia instaurar uma nova conformação e uma nova hegemonia política. Assim, Gramsci considera imprescindível a atuação dos intelectuais orgânicos das classes subalternas que, em contato com as massas, formariam as condições necessárias para a revolução do proletariado na sociedade civil.</p> 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/29926 Estratégias de regulação da motivação de universitários 2022-12-16T16:55:16-03:00 Sofia Pellisson sofiape@live.com Evely Boruchovitch evely@unicamp.br <p>A motivação influencia o desempenho dos estudantes e a capacidade de regulá-la pode auxiliar os alunos a se manterem empenhados nas atividades acadêmicas. Para regular a motivação<strong>,</strong> é possível utilizar diferentes procedimentos ou estratégias. O presente artigo teve como objetivo realizar uma revisão sistemática da literatura para identificar trabalhos internacionais e nacionais, publicados entre os anos de 2016 a 2021, que investigaram as estratégias que futuros professores ou estudantes do ensino superior conhecem e relatam utilizar para regular sua motivação. Após a aplicação dos critérios de seleção, sete artigos foram selecionados. Foram descritas as estratégias de regulação da motivação mais e menos reportadas pelos participantes, os instrumentos de coleta de dados e as variáveis associadas ao relato de uso dessas estratégias. A escassez de pesquisas nacionais acerca das estratégias de regulação da motivação de futuros professores corrobora a necessidade de que investigações sobre essa temática sejam realizadas entre esse grupo-alvo.</p> 2023-01-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/30820 Estado do conhecimento 2022-12-11T21:29:20-03:00 Clenya Ruth Alves Vasconcelos ruthclenya@gmail.com Solange Helena Ximenes-Rocha solange.rocha@ufopa.edu.br <p>Neste trabalho de natureza bibliográfica, do tipo “estado do conhecimento” nos propomos a analisar o que revela o mapeamento das produções acadêmicas sobre comunidades colaborativas de aprendizagem docente na formação de professores no período de 2016 a 2021. A investigação elegeu 25 pesquisas (16 dissertações e 9 teses). Usamos como fonte de pesquisa os descritores “Desenvolvimento Profissional Docente em Grupos Colaborativos” e “Desenvolvimento Profissional Docente em Comunidades Colaborativas” no banco de dados da Capes e da Biblioteca Brasileira de Teses e Dissertações. Como resultado, observa-se que as comunidades colaborativas qualificam a formação docente. Emerge como um novo problema a ser investigado, a dimensão da formação inicial dos cursos de formação de professores no interior dessas comunidades. A maioria dos estudos na área foca-se no âmbito continuado da formação docente. O principal desafio enfrentado por muitos pesquisadores da área é instituir uma postura investigativa nas comunidades de colaboração de aprendizagem docente.</p> 2023-01-26T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/29802 Projetos de sobrevivência 2022-11-09T14:22:16-03:00 Júlio César de Oliveira Santos julio_oliveira_santos@hotmail.com <p>O presente artigo objetiva analisar as relações entre diferenças e desigualdades na composição das experiências de trabalho e de acesso à assistência estudantil para estudantes LGBTI+ na universidade. Para tanto, recorro a narrativas de cinco estudantes LGBTI+ da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) sobre as suas trajetórias acadêmicas, reunidas através de entrevistas individuais, semiestruturadas e em profundidade, realizadas entre julho e setembro de 2020. Os resultados da investigação foram analisados a partir de referenciais teóricos como Judith Butler, Avtar Brah e Anne McClintock. Destaca-se como gênero, sexualidade, classe e raça se entrecruzam na tessitura das experiências de trabalho e nos modos como acessam a assistência estudantil. Nessas tramas narrativas, a assistência estudantil constitui projetos de sobrevivências. Com o contexto de crise da educação superior, reforça-se a importância da assistência estudantil e os riscos envolvidos em seu atual desmonte.</p> 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/30005 Psicologia e formação docente 2022-12-14T21:32:32-03:00 Maria Fernanda Diogo mafediogo@gmail.com Charles Augusto Christ charles.christ19@gmail.com <p>A disciplina psicologia educacional integra a matriz curricular obrigatória dos cursos de licenciatura. O objetivo deste estudo foi interpretar a potencialidade do ensino de psicologia contribuir para que futuros/as professores/as forjem uma práxis docente pautada em propostas pedagógicas que objetivem a emancipação humana. Com base no arcabouço teórico da Psicologia Histórico-Cultural e utilizando núcleos de significação, este artigo analisou as memórias espontâneas dos/as licenciandos/as relacionadas à disciplina psicologia ofertada para seus cursos. Os sentidos atribuídos ao ensino desta área específica revelaram que as aulas apresentaram os fundamentos teóricos deste campo do conhecimento, problematizaram temas cotidianos e valores subjacentes às relações sociais vivenciadas nos espaços escolares, propiciando o alargamento dos horizontes interpretativos dos/as futuros/as professores/as. Os relatos também revelaram que as aulas de psicologia foram permeadas por discussões e debates, destacando a diversidade, a interação, o intercâmbio de ideias e acentuando o caráter dialogado dessa vivência formativa.</p> 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/30165 A publicação Educação em Revista e o empreendedorismo 2022-12-26T19:09:30-03:00 Silvane Gema Mocellin Petrini silmocellinpetrini@gmail.com Fernanda Wanderer fernandawanderer@gmail.com <p>O artigo é resultado de uma pesquisa que teve por objetivo evidenciar as marcas que uma revista direcionada aos professores e gestores de escolas privadas do Rio Grande do Sul (RS) atribui aos estudantes envolvidos nas atividades ligadas ao empreendedorismo. Os aportes teóricos vinculam-se às teorizações de Michel Foucault e de seus revisores. O material empírico consiste em exemplares da Educação em Revista (ER), uma publicação do Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (SINEPE/RS), publicados entre 2013 e 2021. Em termos metodológicos, utilizou-se a análise do discurso proposta por Foucault. A análise do material evidenciou que há um forte apelo na Educação em Revista para que as escolas privadas do RS trabalhem com o empreendedorismo. Além disso, percebeu-se que as reportagens posicionam os estudantes como protagonistas e líderes em processos de individualização e singularização dos aprendentes quando envolvidos em práticas empreendedoras, as quais configuram um sujeito-aluno narcisista, que passa a ser edificado como um herói que, dentre outras marcas, explora a si mesmo.</p> 2023-01-25T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/30544 Tecnodocência 2022-10-29T00:52:46-03:00 Fabiana de Oliveira Ribeiro fabiana.mirella@gmail.com 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/31152 Editorial 2022-12-28T21:59:59-03:00 Marta Maria de Araújo eduquestao@ce.ufrn.br <p>.</p> 2023-01-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Revista Educação em Questão