Revista Informação na Sociedade Contemporânea https://periodicos.ufrn.br/informacao <p style="margin: 0px;"><span style="margin: 2px;"> <strong>Escopo:</strong>&nbsp;</span>A Revista Informação na Sociedade Contemporânea (RISC)&nbsp; é uma publicação vinculada ao <a href="https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/departamento/portal.jsf?id=63" target="_blank" rel="noopener">Departamento de Ciência da Informação</a> e ao <a href="https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/programa/portal.jsf?id=9196" target="_blank" rel="noopener">Programa de Pós-graduação em Gestão da Informação e do Conhecimento</a>, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Configura-se como um canal de socialização dos resultados de estudos e pesquisas realizados na Ciência da Informação, Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e áreas afins. O periódico é semestral, de acesso aberto, com avaliação duplo-cego&nbsp; e aceita publicações originais de docentes, pesquisadores, discentes e profissionais.&nbsp;</p> <p style="margin: 0px;">&nbsp;</p> <p style="margin: 0px; text-align: left;"><strong>Área do conhecimento</strong>: Ciência da Informação <strong>e-ISSN</strong>:2447-0198 <strong>Contato</strong>: <a title="E-mail" href="mailto:nvanti@hotmail.com" target="_blank" rel="noopener">risc.decin@gmail.com</a></p> Portal de Periódicos Eletrônicos da UFRN pt-BR Revista Informação na Sociedade Contemporânea 2447-0198 <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p> <p>Os autores manterão seus direitos autorais e garantirão à revista o direito de primeira publicação de seu trabalho, que estará simultaneamente sujeito à Licença Internacional&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/" target="_blank" rel="noopener">Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional</a>&nbsp;(CC BY-NC 4.0). Os usuários podem ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, buscar ou enlaçar os artigos completos desta revista, sem a necessidade de requerer permissão ao editor ou ao autor, desde que seu autor e sua primeira publicação sejam indicados. A licença não permite usos comerciais dos artigos publicados.</p> <p>Os autores podem adotar outros contratos de licença não exclusivos para a distribuição da versão da obra publicada (ex: depositar em repositório institucional ou publicar em volume monográfico) desde que indicada a publicação inicial nesta revista.</p> <p>Os autores são autorizados e recomendados a divulgar seus trabalhos pela Internet (por exemplo, em repositórios institucionais ou em seus sites) antes e durante o processo de submissão, o que pode levar a trocas interessantes e aumentar as citações de o trabalho publicado. Nesse caso, solicitamos que o cabeçalho do manuscrito indique: "Esta é uma versão pre-print enviada à Revista Informação na Sociedade Contemporânea (https://periodicos.ufrn.br/informacao)"</p> <p>A Revista Informação na Sociedade Contemporânea adere aos principios e valores da publicação científica como expressos por&nbsp;<a href="http://amelica.org/index.php/pt/principios-e-valores/" target="_blank" rel="noopener">AmeliCA</a>&nbsp;para preservar o acceso aberto ao conhecimento científico sob modelos não comerciais.&nbsp;</p> Processo de captação de conhecimento https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/19899 <p>O objetivo deste texto foi verificar como indústrias de transformação no Estado do Paraná, que utilizam o Sistema Toyota de Produção, realizam o processo de captação e retenção de conhecimento dos seus colaboradores. O que embasa e justifica o estudo é a importância que existe em conhecer o cenário em que as empresas estão inseridas, seus concorrentes, suas dificuldades e pontos de melhoria. Para atingir o objetivo e esclarecer o problema proposto adotou-se uma metodologia quantitativa, com dados primários obtidos pela pesquisa aplicada e dados secundários obtidos da observação das empresas através de sítios on-line. O estudo foi realizado em indústrias de transformação, com mais de vinte funcionários, no Estado do Paraná. Em relação aos resultados verificou-se que os respondentes, de uma forma geral caracterizam a empresa em que trabalham como um potencial captador das informações em forma de conhecimento adquirido e, ainda, que são registrados para uso futuro, em forma de “lições aprendidas”. Restou evidenciado que as empresas respondentes da pesquisa utilizam de ferramentas para captar e reter o conhecimento de seus colaboradores. Além disso, foi possível caracterizar as empresas como facilitadoras de ambientes de troca de conhecimento entre os funcionários, pois existe disponibilização de espaços para a socialização dos funcionários, como preconiza o modelo SECI de Nonaka e Takeuchi (1997). Por fim, a pesquisa evidenciou que os respondentes apontam suas empresas como “facilitadoras” da gestão do conhecimento e sua respectiva conversão, aplicando o modelo SECI de gestão do conhecimento.</p> Aguinaldo Ferreira Santos Edelvino Razzolini Filho Copyright (c) 2020 Aguinaldo Ferreira Santos, Edelvino Razzolini Filho http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-07-22 2020-07-22 4 1 e19899 e19899 10.21680/2447-0198.2020v4n1ID19899 Gestão de Pessoas em Bibliotecas Universitárias: https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/19732 <p>A pesquisa aborda a gestão de pessoas em bibliotecas universitárias trazendo uma proposta de atuação. A problemática está embasada no seguinte questionamento: Como formular uma proposta de atuação para gestão de pessoas aplicada a bibliotecas universitárias? Possui, como objetivo, abordar a gestão de pessoas na biblioteca universitária visando à elaboração de uma proposta de atuação. Quanto aos procedimentos metodológicos, a pesquisa caracteriza-se, quanto aos fins, como exploratória; quanto aos meios, como bibliográfica; e quanto ao tratamento dos dados, como qualitativa. Através do estudo, elaboramos uma proposta para atuação em bibliotecas universitárias com técnicas de gestão de pessoas, visando auxiliar os bibliotecários gestores na construção de ações estratégicas para o gerenciamento de suas equipes de trabalho. Conclui-se, então, que a proposta de atuação é baseada nos seguintes aspectos: liderança, seleção de pessoal, administração de conflitos, práticas de <em>feedbacks</em> assertivos, treinamento e capacitação de pessoal, habilidade de delegar, aplicação da gestão da transparência e elaboração de um plano de gestão.</p> Anízia Maria Lima Nogueira Maria Cleide Rodrigues Bernardino Copyright (c) 2020 Anízia Maria Lima Nogueira, Maria Cleide Rodrigues Bernardino http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-08-08 2020-08-08 4 1 e19732 e19732 10.21680/2447-0198.2020v4n1ID19732 Por uma abordagem temática de organização da informação https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/21983 <p>Aborda o tratamento temático da informação em sua perspectiva teórica. Incide sobre a literatura produzida em Biblioteconomia e Ciência da Informação sobre o assunto, tendo por base a necessidade de abordagem individualizada do eixo temático de organização da informação. Objetiva analisar teoricamente o tratamento temático da informação, como forma de explicitar a abordagem temática de organização da informação. Problematiza acerca da sustentação teórica da dimensão temática da organização da informação. Constitui pesquisa descritiva, teórica e de abordagem qualitativa. Emprega revisão de literatura sobre livros, capítulos de livro, artigos de periódico e trabalhos apresentados em evento. Demonstra a particularidade de contribuições do tratamento temático da informação, bem como a mediação por ele proporcionada no ciclo informacional, entre a produção e o uso da informação, integrando o usuário à representação de assunto estabelecida. Evidencia, também, a especificidade de processos, produtos e instrumentos de trato temático, que acabam por estabelecer uma abordagem temática da informação, congregando procedimentos específicos para sua organização e posterior busca e acesso por assunto, assim como dando o devido relevo à dimensão de conteúdo informacional. Conclui, por fim, com a histórica condução de procedimentos de representação de assunto e a expressão do teor dos registros do conhecimento, que reverbera em uma abordagem temática de cunho epistemológico, metodológico e operacional em Biblioteconomia e Ciência da Informação.</p> Lais Pereira de Oliveira Copyright (c) 2020 Lais Pereira de Oliveira http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-11-02 2020-11-02 4 1 e21983 e21983 10.21680/2447-0198.2020v4n1ID21983 Acessibilidade Informacional à Pessoa com Deficiência Visual através do Livro Falado https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/21761 <p>As pessoas com deficiência visual precisam ser atendidas com recursos que contemplem os processos educacionais, culturais e políticos e, assim, é fundamental que se desenvolvam estratégias para que essas pessoas se tornem cidadãs críticas, comprometidas e atuantes em uma sociedade democrática, independente da deficiência. O estudo tem como objetivo elaborar, validar e distribuir o Manual de Produção do Livro Falado para orientar a gravação de textos em áudio, visando traçar orientações aos professores e profissionais da educação inclusiva. O Manual trará uma orientação atual e consonante com a utilização apropriada pelo usuário do produto, a pessoa com deficiência visual. A metodologia deste estudo foi qualitativa, a partir de investigação bibliográfica, histórica, documental e de campo. O Manual foi validado por meio de questionário, respondido por 12 participantes de três Oficinas de Gravação Digital de Livros em Áudio oferecidas no Instituto Benjamin Constant entre 2018 e 019. O Manual produzido será disponibilizado gratuitamente no formato de E-book. Esses produtos agregam experiência às perspectivas da diversidade e inclusão na área da deficiência visual e são fundamentais para o desenvolvimento de um trabalho cada vez melhor com recursos de tecnologia assistiva</p> Grasielle Lopes Menezes da Fonseca Neuza Rejane Wile Lima Copyright (c) 2020 Grasielle Lopes Menezes da Fonseca, Neuza Rejane Wile Lima http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2020-11-10 2020-11-10 4 1 e21761 e21761 10.21680/2447-0198.2020v4n1ID21761 Big data em periódicos da área de Ciência da Informação https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/22452 <p>Objetivou-se neste artigo analisar como têm sido abordadas as temáticas: <em>big data</em>&nbsp;e a ciência aberta em periódicos da área de Ciência da Informação. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica baseada em artigos de periódicos científicos sobre os temas <em>big data</em>&nbsp;e a ciência aberta. Foram analisados artigos de 21 periódicos especializados na área de Ciência da Informação, sendo 3 com classificação Qualis A1, 3 como A2 e 15 títulos como B1, quadriênio 2013-2016. A coleta de dados foi realizada por meio de pesquisa na opção de busca das páginas oficiais dos periódicos selecionados, para período de 2000 a 2019. Foi utilizado como estratégia de busca o termo <em>big data</em>&nbsp; e foram recuperados 88 artigos.&nbsp; Do total de artigos recuperados sobre o <em>big data</em>, 6&nbsp;o tratam no contexto da ciência de dados e 13, com lentes voltadas para a ciência aberta. Os demais artigos foram desconsiderados. Concluiu-se que 2019 e 2016 foram os anos em que houve mais publicações sobre os temas. Com esse estudo, observou-se o espaço que as temáticas vem ganhando em periódicos da área de Ciência da Informação.</p> Nivaldo Calixto Ribeiro Copyright (c) 2020 Nivaldo Calixto Ribeiro https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2020-12-15 2020-12-15 4 1 e22245 e22245 10.21680/2447-0198.2020v4n1ID22452 Pareceristas de 2020 https://periodicos.ufrn.br/informacao/article/view/23750 Nancy Sánchez-Tarragó Copyright (c) 2021 https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 2021-01-04 2021-01-04 4 1