[1]
C. C. Bezerra, “Algumas considerações sobre a leitura procleana do Parmênides de Platão”, Princí­pios, vol. 11, nº 15-16, p. 99-107, set. 2010.