“LE ROI EST MORT”: O DEBATE HISTORIOGRÁFICO SOBRE AS CAUSAS DA MORTE DE ALEXANDRE MAGNO NA BABILÔNIA, EM 323 A.C.

Autores

  • Henrique Modanez de Sant´Anna
  • Beatriz Aires Fernandes Cunha

Resumo

Historiadores modernos, tais como A.B. Bosworth e D. Engels, tentaram apresentar uma interpretação convincente das fontes (quase sempre contraditórias) para a morte de Alexandre Magno, tenha sido o rei envenenado ou perecido por causas naturais. Este artigo tem por objetivo o estudo organizado de tais evidências, de modo a tentar colaborar com o debate acadêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-08-2013

Como Citar

SANT´ANNA, H. M. de; CUNHA, B. A. F. “LE ROI EST MORT”: O DEBATE HISTORIOGRÁFICO SOBRE AS CAUSAS DA MORTE DE ALEXANDRE MAGNO NA BABILÔNIA, EM 323 A.C. Revista Alétheia, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 101–113, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/aletheia/article/view/6176. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos