Ideias que atravessam os tempos: a recepção e a transmissão dos versos ovidianos

Autores

  • Ana Lúcia Santos Coelho

Resumo

As obras de Públio Ovídio Naso foram lidas e apreciadas em todos os tempos. Vários autores ocidentais, como Dante Alighieri e William Shakespeare, se basearam nas obras do poeta latino para construírem as suas próprias histórias. Ademais, as visões de mundo de tais autores também tornaram-se influenciadas pela representação da Roma antiga construída por Ovídio. Partindo desse pressuposto, o objetivo deste artigo é analisar de que forma os trabalhos do poeta foram lidos, interpretados, utilizados e transmitidos ao longo da História, desde a Idade Média até o século XX.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lúcia Santos Coelho

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em História Social das Relações Políticas da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). A linha de pesquisa em que se encontra vincula é Representação e Ideias Políticas. 

Downloads

Publicado

04-05-2014

Como Citar

COELHO, A. L. S. Ideias que atravessam os tempos: a recepção e a transmissão dos versos ovidianos. Revista Alétheia, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 129–141, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/aletheia/article/view/6183. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos