OS ENSINAMENTOS DA TORAH E AS RELAÇÕES CONTURBADAS NA JUDÉIA: EXPLICAÇÕES JUDAÍCAS PARA A CONQUISTA DE POMPEU

  • Bruno Pereira Barbosa

Resumo

O presente artigo analisa os fatores que, segundo Flávio Josefo, auxiliaram na romanização da Judéia, entre eles destacamos a concepção judaica quanto às relações étnico-raciais nas terras israelitas segundo os ensinamentos da Torah. Utilizamos como base os escritos de Flávio Josefo, além de algumas passagens da Torah, que nos ajudaram a compreender quais foram os dilemas encontrados naquela conquista e como se construiu uma compreensão sobre invasões estrangeiras no território do “povo escolhido”. O século I a.C na Judéia é marcado pela guerra civil entre dois irmãos: Hircano II e Aristóbulo II, filhos de Janeu, cognominado de Alexandre, que havia conquistado quase toda a terra de Israel e expulsado vários inimigos como os selêucidas e os nabateus, que hostilizavam a região. Flávio Josefo nos mostra que, o domínio da Judéia, Iduméia, Galiléia, e Samaria, incluindo algumas cidades da Síria ficaram sob regência de Alexandra sua esposa que conteve os ânimos locais e conseguiu o afeto da população, convertendo o ódio que sentiam pelo governo de Alexandre Janeu em afeto. Entretanto, Hircano e Aristóbulo digladiavam-se pelo poder, enquanto Pompeu estava em plena campanha na Baixa Síria.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
12-02-2015
Como Citar
BARBOSA, B. P. OS ENSINAMENTOS DA TORAH E AS RELAÇÕES CONTURBADAS NA JUDÉIA: EXPLICAÇÕES JUDAÍCAS PARA A CONQUISTA DE POMPEU. Revista Alétheia, v. 9, n. 2, p. 10-19, 12 fev. 2015.
Seção
Artigos