O PALÁCIO DO CATETE E A APROPRIAÇÃO DOS CLÁSSICOS NO BRASIL DO SÉCULO XIX

Autores

  • Marcus Vinícius Macri Rodrigues

Resumo

O Palácio do Catete ficou historicamente marcado por ter sido a sede da Presidência da República Brasileira até 1960. Porém, sua construção, datada de meados do século XIX, revela traços de outro período histórico brasileiro em que se buscava inventar uma tradição nacional pretensamente ligada à civilização européia e à tradição clássica. Desde a fachada do Palácio, passando pela planta da construção até às referências mitológicas nas pinturas dos salões observa-se que a cultura clássica não estava distante do imaginário das elites brasileiras do século XIX. O objetivo dessa comunicação é, a partir da análise dos elementos arquitetônicos e decorativos do Palácio do Catete, demonstrar a apropriação de elementos da cultura clássica no Brasil do século XIX, discutindo a questão historiograficamente com autores que buscam estudar a apropriação dos clássicos por modernos e contemporâneos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-02-2015

Como Citar

RODRIGUES, M. V. M. O PALÁCIO DO CATETE E A APROPRIAÇÃO DOS CLÁSSICOS NO BRASIL DO SÉCULO XIX. Revista Alétheia, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 100–108, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/aletheia/article/view/6687. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos