CARTOGRAFIAS HISTORICAS E MODERNIZAÇÃO DO TERRITORIO CEARENSE NA SEGUNDA METADE DO SECULO XIX: PRIMEIROS RESULTADOS DE UMA PESQUISA

Autores

  • Ana Isabel Parente Cortez Universidade Regional do Cariri
  • Ana Sara Parente Cortez Irffi Universidade Federal do Ceará

Resumo

Este artigo destaca a utilização de cartografias, na segunda metade do século XIX, como parte dos projetos políticos de produção de um Estado Territorial para o Ceará e, em última instância, o Brasil. Para além do traço desenhado no papel, foram percebidas tentativas de negociações, tensões, ajustes e desajustes que muito sugerem sobre o processo de delineamento dos espaços e dos poderes ali inscritos e os projetos políticos que se articulava para os espaços ali delineados. Nesse sentido, compreendemos como esses desenhos cumpriam um papel social: apresentar o território cearense e projetar nele os limites e aspectos geográficos (serras, vales planícies) e de produção do espaço (com a ferrovia) adequados a uma moderna Nação brasileira, que procurava entrar no ritmo do progresso europeu ocidental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-12-2016

Como Citar

CORTEZ, A. I. P.; IRFFI, A. S. P. C. CARTOGRAFIAS HISTORICAS E MODERNIZAÇÃO DO TERRITORIO CEARENSE NA SEGUNDA METADE DO SECULO XIX: PRIMEIROS RESULTADOS DE UMA PESQUISA. Revista Porto, [S. l.], v. 3, n. 4, p. 27–44, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/porto/article/view/10924. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos