O URBANISMO PAULISTA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX: UTOPIAS E REALIDADES

Palavras-chave: urbanismo, planejamento urbano, políticas públicas, Anhaia Mello, Prestes Maia, São Paulo

Resumo

O presente artigo pretende demonstrar o constructo do pensamento e as ações concretas do urbanista Anhaia Mello, um dos pioneiros teóricos do urbanismo brasileiro. A recuperação de suas teses e dissertações possibilitou revelar uma ampla rede de relações e debates travados entre os principais urbanistas que se dedicaram, nas primeiras décadas do século XX, à transposição e à (re) significação de um conjunto de propostas urbanas que dialogavam com a problemática urbana das cidades industriais. Nosso procedimento de pesquisa contou com a sistematização de fontes documentais, decretos, leis, atos municipais e artigos escritos por urbanistas brasileiros que tematizaram a problemática urbana.  A realidade paulistana das primeiras décadas do século XX foi sulcada por várias propostas de urbanização conduzidas, dentre outros, por Luiz Ignácio Romeiro de Anhaia Mello e Francisco Prestes Maia

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Alberto TOLEDO, UNESP-FCLAr-Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.
Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. Doutor em Ciências Sociais, Mestre em Sociologia e Especialista em Gestão Pública e Gerência de Cidades, pela UNESP-FCLAr. É professor do programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, onde ministra a disciplina "Planejamento urbano das cidades brasileiras: desafios e perspectivas". Publicou recentemente o livro "Do projeto ao plano: a corrente urbanística paulista". Bolsista do programa CAPES-PNPD, Pós-Doutorando em Ciências Sociais.
Publicado
08-01-2018
Como Citar
TOLEDO, R. O URBANISMO PAULISTA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX: UTOPIAS E REALIDADES. Sociedade e Território, v. 29, n. 2, p. 6-29, 8 jan. 2018.