DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL E GÊNERO: A MULHER COMO AGENTE DE MUDANÇA SOCIAL EM MOÇAMBIQUE

Autores

  • Gabriela de Azevedo Marques Universidade Federal do Ceará
  • Francileuda Pontes Paz Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2019v31n1ID17242

Resumo

Neste artigo busca-se compreender como a mulher se constitui em um agente de mudança social para o desenvolvimento territorial em Moçambique. Ao partir da perspectiva do desenvolvimento territorial, que coloca em evidência a valorização dos sujeitos sociais e suas práticas, elencamos a questão do gênero como um importante aspecto deste tipo de abordagem. Como recorte de estudo de caso, analisamos a situação socioeconômica e cultural de Moçambique, dando ênfase à condição das mulheres moçambicanas. Ao final, utilizamo-nos da descrição da prática do xitiki, com vistas a compreender de que maneira esse tipo de prática e seus congêneres podem contribuir com a expansão das capacidades e ampliação das habilidades e possibilidades da mulher moçambicana em sua realidade de vida, ampliando, assim, a reflexão sobre o desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-08-2019

Como Citar

MARQUES, G. de A.; PAZ, F. P. DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL E GÊNERO: A MULHER COMO AGENTE DE MUDANÇA SOCIAL EM MOÇAMBIQUE. Sociedade e Território, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 163–182, 2019. DOI: 10.21680/2177-8396.2019v31n1ID17242. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/17242. Acesso em: 18 jun. 2024.