ANÁLISE DOS CONFLITOS POR ÁGUA NO ESPAÇO AGRÁRIO PARAENSE (2013-2016)

Resumo

A gestão das águas é bastante complexa no espaço brasileiro e se torna ainda mais onde esse recurso é abundante, como é o caso da Amazônia brasileira, onde há grande capacidade de geração de energia e grandes empreendimentos sendo realizados. Esse contexto espacial se converte em uma seara de conflitos entre comunidades rurais e agentes atuantes no espaço agrário paraense em particular. Esse artigo privilegia os conflitos por água no espaço agrário paraense. O propósito deste estudo é avaliar a distribuição dos conflitos e da quantidade de famílias envolvidas em confrontos por causa da água nos municípios paraenses. Para validação dos resultados da pesquisa foram utilizados dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) no período entre 2013 e 2016, e através destes foram confeccionados mapas temáticos com o fim de analisar minuciosamente essa situação. A partir dos resultados, constatou-se que as regiões de integração do Xingu e do Tapajós concentram a maioria dos conflitos e das famílias afetadas no espaço agrário por conflitos de água, especialmente em decorrência de usinas hidrelétricas em processo de operação. Segundamente, há destaque para os conflitos por água derivados da atividade da mineração e do agronegócio. Os resultados apontam para a necessidade de uma política de gestão dos recursos hídricos própria a um contexto de abundância de águas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Sombra, UFPA / Pesquisador

Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Pará (UFPA), com graduação sanduíche pela Michigan State University (MSU - Lansing-MI, EUA). Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense (POSGEO/UFF). Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará (PPGEO/UFPA). Geógrafo (Nível E, Classe 2) e pesquisador no Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará (NUMA/UFPA), onde coordena o Laboratório de Análise Ambiental e Representação Cartográfica (LARC/NUMA/UFPA). Professor da Secretaria de Estado de Educação do Pará (SEDUC/PA). Atua nos seguintes grupos de pesquisa: LUTTE (IFCH/UFPA); LEST (NUMA/UFPA); GPSA (NUMA/UFPA); GEDAF (NUMA/UFPA); GPAC (NUMA/UFPA); TAUÃ (NUMA/UFPA) e, GAAGPAM (NUMA/UFPA). Possui experiência nos temas: zoneamento econômico-ecológico; zoneamento agroecológico; regionalização; análise ambiental; governança ambiental; gestão ambiental; conflitos socioambientais; geografia agrária; geografia econômica; cartografia participativa; geoprocessamento; e geotecnologias

Publicado
28-02-2021
Como Citar
ALMEIDA GUSMÃO, L. H.; SOMBRA, D.; VALE COSTA, F. ÉMERSON. ANÁLISE DOS CONFLITOS POR ÁGUA NO ESPAÇO AGRÁRIO PARAENSE (2013-2016). Sociedade e Território, v. 32, n. 2, p. 47-69, 28 fev. 2021.