LICENCIAMENTO AMBIENTAL NO ÂMBITO DA GESTÃO AMBIENTAL COMPARTILHADA NO RIO GRANDE DO NORTE

UM ENFOQUE NOS MUNICÍPIOS

Autores

  • Lucas Souto UFRN
  • Edgard de Faria Correa UFRN

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2023v35n2ID31193

Resumo

O licenciamento ambiental é alvo de discussões envolvendo empreendedores e o poder público em todas as esferas. Há quase duas décadas o setor produtivo promove discussões e debates chamando atenção para os gargalos do licenciamento ambiental e propõe sugestões para melhoria do processo. Um dos gargalos identificados foi a baixa quantidade de municípios habilitados para realizar o procedimento: dos 5.570 municípios brasileiros, apenas 1.696 (30,4%) realizavam o processo de licenciamento ambiental. No Rio Grande do Norte (RN), recorte espacial objeto da análise deste artigo, dos 167 municípios, apenas 11 (6,5%) dispõe do procedimento. Diante disso, este artigo trará um panorama geral da situação do licenciamento ambiental no Brasil e um diagnóstico da pauta no RN, apresentando evidências do problema e possíveis soluções, com experiências exitosas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-12-2023

Como Citar

SOUTO, L.; DE FARIA CORREA, E. LICENCIAMENTO AMBIENTAL NO ÂMBITO DA GESTÃO AMBIENTAL COMPARTILHADA NO RIO GRANDE DO NORTE: UM ENFOQUE NOS MUNICÍPIOS. Sociedade e Território, [S. l.], v. 35, n. 2, 2023. DOI: 10.21680/2177-8396.2023v35n2ID31193. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/31193. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS