CHOQUE HEMORRÁGICO EM CIRURGIA

Authors

  • Aldo Cunha Medeiros Federal University of Rio Grande do Norte
  • Irami Araújo-Filho

DOI:

https://doi.org/10.20398/jscr.v8i2.14306

Keywords:

Coagulopatia. Ressuscitação. Choque hemorrágico. Fisiotapologia. Transfusão maciça. Trauma.

Abstract

Hemorragia com choque é a principal causa de mortes evitáveis em pacientes com trauma. Após apresentar uma breve introdução sobre choque hemorrágico, este artigo discute os principais aspectos inerentes ao choque hemorrágico. Através de uma melhor compreensão da fisiopatologia da hemorragia foram descritos aspectos da etiologia, epidemiologia e diagnóstico do choque hemorrágico. Sobre o tratamento, enfatizamos o rápido controle da hemostasia, começando com o atendimento pré-hospitalar. Com manejo rápido e eficiente, a sobrevida dos pacientes com sangramento maciço e a recuperação do choque hemorrágico são agora possíveis. Muito trabalho ainda precisa ser feito nas áreas de prevenção primária, reconhecimento precoce, opções de ressuscitação e hemostasia rápida. Pacientes com sangramento maciço em choque hipovolêmico devem ser tratados com princípios de ressuscitação, incluindo uso limitado de cristalóides, sangue total ou transfusão de componentes sanguíneos balanceados para manter hipotensão permissiva, prevenindo a hipotermia e interrompendo o sangramento o mais rápido possível.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Aldo Cunha Medeiros, Federal University of Rio Grande do Norte

Department of Surgery

Nucleous of Exprimental Surgery, Chair

Published

18-05-2018

How to Cite

MEDEIROS, A. C.; ARAÚJO-FILHO, I. CHOQUE HEMORRÁGICO EM CIRURGIA. JOURNAL OF SURGICAL AND CLINICAL RESEARCH, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 170–183, 2018. DOI: 10.20398/jscr.v8i2.14306. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/jscr/article/view/14306. Acesso em: 24 sep. 2022.

Issue

Section

REVIEW