DIFERENCIAIS SALARIAIS E DISCRIMINAÇÃO POR GÊNERO E RAÇA NO MERCADO DE TRABALHO POTIGUAR (2012)

  • Wallace da Silva de Almeida UFPE
  • Paulo Mendes de Almeida UFRN

Resumo


Estudos recentes acerca das diferenças de gênero, assim como sobre o pertencimento racial da população brasileira e suas formas de inserção no mercado de trabalho, têm demonstrado empiricamente a presença de discriminação, o que pode contribuir para intensificação das desigualdades socieconômicas no país. Este trabalho visa verificar se o mercado de trabalho potiguar discrimina a mulher e o trabalhador não branco, a partir da decomposição dos diferenciais salariais por gênero e raça. Para tanto, será aplicada a metodologia proposta por Oaxaca-Blinder (1973) com a utilização dos microdados da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios (PNAD) para o ano de 2012. O resultados gerados pela decomposição de rendimentos indicam a presença de um componente discriminatório relacionado ao gênero e a raça no mercado de trabalho potiguar. De acordo com as evidência empíricas, cerca de 139% do diferencial salarial médio entre homens e mulheres deve-se ao termo de discriminação. Já quanto a decomposição do rendimento referente à raça, observou-se que cerca de 81% do hiato salarial entre brancos e não brancos foi provocado pelo componente de discriminação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wallace da Silva de Almeida, UFPE
Mestrando em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco. Graduado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atua nas áreas de Economia do Trabalho, Economia Regional e Urbana e Políticas Públicas.
Paulo Mendes de Almeida, UFRN
Pós Graduado em Ciências Navais. Graduando em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Graduado em Direito pela Universidade Gama Filho. Atua na área de Direito Constitucional, Administrativo, Penal e Processo Penal Militar.
Publicado
01-04-2016
Como Citar
ALMEIDA, W. DA S. DE; ALMEIDA, P. M. DE. DIFERENCIAIS SALARIAIS E DISCRIMINAÇÃO POR GÊNERO E RAÇA NO MERCADO DE TRABALHO POTIGUAR (2012). Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, v. 3, n. 2, 1 abr. 2016.