AVALIAÇÃO DA MECANIZAÇÃO SOBRE O MERCADO DE TRABALHO NA LAVOURA DA CANA-DE-AÇÚCAR

Autores

  • Carolina Rocha Batista
  • Italo Do Nascimento Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.21680/2316-5235.2019v8n2ID20380

Resumo

A evolução da mecanização no setor produtor da cana-de-açúcar vem crescendo de maneira significativa nos estados brasileiros. O presente trabalho pretende avaliar como essa mecanização afetou na evolução do número de empregados em dois períodos distintos: 2004-2008 e 2014-2018, assim como o perfil dos trabalhadores. Utilizou-se dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios como fonte de dados neste trabalho. Evidenciou-se que os trabalhadores, em sua maioria, possuíam as seguintes características: homens, brancos ou pardos, com ensino fundamental ou médio, adultos, concentrados na grande região Centro-Sul. Com a evolução da mecanização em todas as regiões do país – destaque para a região Norte, que alcançou um percentual de 100% de colheita mecanizada - observou-se que houve uma significativa redução no número de ocupados nas lavouras da cana-de-açúcar entre os dois períodos – queda de 58% de 2008 a 2018 – e também que ocorreu aumento no número de trabalhadores mais qualificados e uma leve redução na quantidade de trabalhadores elementares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

07-06-2020

Como Citar

ROCHA BATISTA, C. .; MENDONÇA, I. D. N. . AVALIAÇÃO DA MECANIZAÇÃO SOBRE O MERCADO DE TRABALHO NA LAVOURA DA CANA-DE-AÇÚCAR. Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 50–86, 2020. DOI: 10.21680/2316-5235.2019v8n2ID20380. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rerut/article/view/20380. Acesso em: 30 nov. 2022.