AMBIENTE DE TRABALHO NO SETOR DE CERÂMICA VERMELHA: NOTAS PARA A REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI – CE

Autores

  • Chistiane Luci Bezerra Alves
  • Evanio Paulo Urca
  • Ahmad Saeed Khan

DOI:

https://doi.org/10.21680/2316-5235.2021v10n1ID22699

Resumo

Este artigo apresenta um panorama das relações de trabalho do setor de cerâmica vermelha na Região Metropolitana do Cariri – CE. Uma particularidade do setor é sua importância na geração de emprego, contribuindo para aquecimento das economias locais, porém o segmento é marcado principalmente pelo passivo ambiental causado, além das relações de trabalho precárias.  O setor caracteriza-se ainda como consumidor de mão de obra não qualificada e recém liberada de atividades agrícolas, o que confere um caráter de vulnerabilidade ao trabalho que marca suas relações de trabalho. Estas características são confirmadas para a área estudada, sendo nela verificado que apesar da boa dinâmica do emprego, que na região cresce a taxas superiores à nacional e estadual, confirmando sua relevância como setor gerador de empregos, constatam-se condições de trabalho degradantes, salários precários, baixa escolaridade e qualificação, e alta rotatividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-03-2021

Como Citar

BEZERRA ALVES, C. L. .; PAULO, E.; SAEED KHAN, A. AMBIENTE DE TRABALHO NO SETOR DE CERÂMICA VERMELHA: NOTAS PARA A REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI – CE. Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, [S. l.], v. 10, n. 1, p. 27–48, 2021. DOI: 10.21680/2316-5235.2021v10n1ID22699. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rerut/article/view/22699. Acesso em: 27 jun. 2022.