JUSTIÇA AMBIENTAL E VULNERABILIDADES SOCIOESPACIAIS

CONTRIBUIÇÕES PARA A PROMOÇÃO DE POLÍTICAS SOCIOASSISTENCIAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2021v33n3ID26343

Resumo

O setor de vigilância socioassistencial busca identificar e prevenir, por meio de indicadores, diagnósticos e estudos, situações de vulnerabilidades nos territórios. Porém, ao focar em questões vinculadas à pobreza, à privação de bens e direitos e à fragilização de vínculos familiares e comunitários, usualmente não engloba as injustiças ambientais que atingem desproporcionalmente os espaços de vivência dos grupos e das comunidades marginalizadas. Este artigo discute, por meio de revisão bibliográfica, como a compreensão e a mensuração das injustiças ambientais podem colaborar para as funções da vigilância socioassistencial e, de modo mais amplo, contribuir para a gestão das políticas sociais municipais. São sugeridos modos de aliar metodologias quantitativas e qualitativas como forma de contribuir para os trabalhos da vigilância socioassistencial e a promoção de políticas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ideni Terezinha Antonello, Universidade Estadual de Londrina/ Professora Associada

Professora Associada do Curso de Graduação e Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Londrina

Downloads

Publicado

18-03-2022

Como Citar

MUNIZ MIRANDA HOFFART, G.; TEREZINHA ANTONELLO, I. JUSTIÇA AMBIENTAL E VULNERABILIDADES SOCIOESPACIAIS: CONTRIBUIÇÕES PARA A PROMOÇÃO DE POLÍTICAS SOCIOASSISTENCIAIS. Sociedade e Território, [S. l.], v. 33, n. 3, p. 26–41, 2022. DOI: 10.21680/2177-8396.2021v33n3ID26343. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/26343. Acesso em: 17 ago. 2022.