EVOLUÇÃO DA COBERTURA E USO DA TERRA NAS ÁREAS DE INFLUÊNCIA DIRETA DAS USINAS HIDRELÉTRICAS BATALHA E ITUMBIARA SOB O APORTE DE FONTES SECUNDÁRIAS DE DADOS CARTOGRÁFICOS E CENSITÁRIOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2021v33n3ID26670

Resumo

No contexto de desenvolver uma proposta de mapeamento da cobertura e uso da terra em escala progressiva de detalhe para o entorno de Usinas Hidrelétricas (UHE), tem-se por objetivo, no presente trabalho, avaliar o emprego de dados secundários da dinâmica da cobertura e uso das terras do Projeto Mapbiomas, além de dados socioeconômicos e agropecuários oriundos da Plataforma SIDRA IBGE, em ambos casos, retratando o recorte temporal de 1985 a 2020, e tendo como estudo de caso as áreas de influência direta das UHEs de Batalha e Itumbiara. Evidencia-se a dinâmica da cobertura e uso das terras junto à UHE de Batalha, com redução das áreas ocupadas por pastagens e incremento das áreas agrícolas, e sucessiva supressão da cobertura vegetal. Para o caso da UHE de Itumbiara, percebe-se uso das terras já consolidados, com predomínio de pastagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

18-03-2022

Como Citar

SILVA, I. de S. .; NASCIMENTO, D. T. F.; ROMÃO, P. de A. .; SALES, M. M.; LUZ, M. P. da . EVOLUÇÃO DA COBERTURA E USO DA TERRA NAS ÁREAS DE INFLUÊNCIA DIRETA DAS USINAS HIDRELÉTRICAS BATALHA E ITUMBIARA SOB O APORTE DE FONTES SECUNDÁRIAS DE DADOS CARTOGRÁFICOS E CENSITÁRIOS. Sociedade e Território, [S. l.], v. 33, n. 3, p. 224–250, 2022. DOI: 10.21680/2177-8396.2021v33n3ID26670. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/26670. Acesso em: 17 ago. 2022.