A PRODUÇÃO DE HABITAÇÕES NO BRASIL ENTRE OS SÉCULOS XX E XXI

UMA ANÁLISE A PARTIR DOS IAPS, DO BNH E DO PMCMV

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2023v35n2ID33439

Resumo

As políticas habitacionais no Brasil voltadas para a construção de moradias por intermédio do Estado ganharam destaque a partir da década de 1930 e, ainda até hoje. No século XXI, com programas que visam diminuir o déficit habitacional. O presente trabalho visa compreender os arranjos institucionais a partir da atuação desses programas na produção de políticas habitacionais, com destaque para o Instituto de Aposentadorias e Pensões (IAPs), o Banco Nacional da Habitação (BNH) e o Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Como metodologia utilizada foi feito um estudo de trabalhos teóricos que tratam e discutem os referidos programas bem como os desdobramentos das políticas habitacionais durante período. Os programas habitacionais foram moldados através de articulações que envolveram atores do nível local ao nacional ofertando habitações de maneira fragmentada entre as classes sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22-12-2023

Como Citar

ALMEIDA, R. E. de S.; ARAÚJO DA COSTA, A.; JAMILLY BENEVIDES, H. . A PRODUÇÃO DE HABITAÇÕES NO BRASIL ENTRE OS SÉCULOS XX E XXI: UMA ANÁLISE A PARTIR DOS IAPS, DO BNH E DO PMCMV. Sociedade e Território, [S. l.], v. 35, n. 2, 2023. DOI: 10.21680/2177-8396.2023v35n2ID33439. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/33439. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS