A TERRA/ÁGUA E O HOMEM NA VÁRZEA DA AMAZÔNIA: UMA INTERPRETAÇÃO DA VIDA RIBEIRINHA

  • Dilson Gomes NASCIMENTO Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: Geograficidade, Campesinidade, Territorialidades ribeirinhas

Resumo

O intento deste ensaio é realizar uma prévia aproximação entre a concepção teórica de Eric Dardel, notadamente sobre a inter-relação do Homem com a Terra, sua geograficidade, à iniciativa de interpretação das características, que marcam o modo vida de muitas comunidades camponesas apresentada por Klaas Woortmann, denominadas por ele de campesinidade. Os sujeitos sobre os quais se discorre são os ribeirinhos da várzea da Amazônia, por entender que estes possuem uma relação de vida e de trabalho que, ao mesmo tempo, é semelhante às características mais gerais do campesinato, mas, que também lhe são peculiar e visam à manutenção das famílias ribeirinhas no interior das comunidades rurais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dilson Gomes NASCIMENTO, Universidade Federal do Amazonas
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universiadde Federal do Amazonas UFAM. Graduado em Geografia pela Universidade do Estado do Amazonas (2014). Membro do Grupo de Pesquisa "Geografia da Amazônia Ambiente e Cultura - UFAM", com ênfase nos estudos das comunidades ribeirinhas e agricultura familiar camponesa na Amazônia.
Publicado
29-09-2015
Como Citar
NASCIMENTO, D. G. A TERRA/ÁGUA E O HOMEM NA VÁRZEA DA AMAZÔNIA: UMA INTERPRETAÇÃO DA VIDA RIBEIRINHA. Sociedade e Território, v. 27, n. 2, p. 5-19, 29 set. 2015.