AS DIFERENTES ABORDAGENS UTILIZADAS PARA DEFINIR BREJOS DE ALTITUDE, ÁREAS DE EXCEÇÃO DO NORDESTE BRASILEIRO

Autores

  • Jacimária Fonseca de Medeiros Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Luiz Antonio Cestaro Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.21680/2177-8396.2019v31n2ID16096

Resumo

A Região Geográfica Nordeste do Brasil é muito heterogênea no tocante às condições ambientais, predominando em seu interior as paisagens e os processos naturais associados a um clima semiárido. Fazem parte desse espaço, entretanto, áreas ambientais de exceção, como os Brejos de Altitude, condicionados pela topografia mais elevada, expressão espacial relativamente reduzida e processos naturais distintos daqueles predominantes no seu entorno. Os conceitos de Brejo de Altitude são diferenciados a estão apoiados em enfoques diversos. Nosso objetivo neste trabalho é compilar e discutir os diferentes conceitos de Brejo de Altitude nordestinos, bem como elencar os espaços considerados como tal a partir de indicações de diversos autores. Observamos que o conceito de Brejo de Altitude está apoiado em abordagens morfoclimática, fitogeográfica e/ou sistêmica. São reconhecidos, a partir da literatura especializada, 65 Brejos de Altitude nordestinos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07-01-2020

Como Citar

DE MEDEIROS, J. F.; CESTARO, L. A. AS DIFERENTES ABORDAGENS UTILIZADAS PARA DEFINIR BREJOS DE ALTITUDE, ÁREAS DE EXCEÇÃO DO NORDESTE BRASILEIRO. Sociedade e Território, [S. l.], v. 31, n. 2, p. 97–119, 2020. DOI: 10.21680/2177-8396.2019v31n2ID16096. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/16096. Acesso em: 24 abr. 2024.