O crime de ódio contra LGBTs no Brasil: algumas hipóteses interpretativas

Autores

  • Marcos de Jesus Oliveira

Palavras-chave:

Crime de ódio. Violência. Homicídios. LGBTs.

Resumo

O objetivo do presente trabalho é apresentar alguns dos significados sociais que recobrem a violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBTs) no Brasil, em especial a partir da análise de crimes de ódio perpetrados contra esse segmento da população. A hipótese central é a de que as agressões físicas e verbais contra LGBTs integram as tecnologias sociais e políticas de gestão dos corpos e das sexualidades cujo objetivo parece ser o de estabelecer os limites da identificação do sujeito no que diz respeito à assunção de uma posição sexuada inteligível marcada pelo regime da heterossexualidade  compulsória. Diante disso, ressalta-se a necessidade de intervenções políticas orientadas para a ruptura dos regimes de signos que impedem o reconhecimento social do sofrimento sistemático a que a população LGBT está sujeita em seu cotidiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03-03-2017

Como Citar

OLIVEIRA, M. de J. O crime de ódio contra LGBTs no Brasil: algumas hipóteses interpretativas. Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades, [S. l.], v. 10, n. 14, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/11445. Acesso em: 24 jul. 2024.