A transformação de professoras transexuais na escola: transfobia e solidariedade em figurações sociais contemporâneas

Autores

  • Marco Antonio Torres

Resumo

O presente artigo analisa o processo de transformação de duas professoras transexuais enquanto estavam no exercício de sua função docente. Esses casos possibilitam o debate acerca da especificidade da transfobia como um dispositivo da heteronormatividade nas dinâmicas relacionais da escola. Essa especificidade está relacionada à associação de transexuais e travestis à patologia e à prostituição como modo de subtração da autonomia desses sujeitos acerca do próprio corpo. As fontes de pesquisa se constituem de levantamento bibliográfico, entrevistas e observações de campo. Essas análises possibilitam o reconhecimento de redes de solidariedade a alianças estratégicas que possibilitaram a essas duas transexuais permanecerem na função de professoras, a despeito da transformação que realizaram.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

11/29/2012

Como Citar

TORRES, M. A. A transformação de professoras transexuais na escola: transfobia e solidariedade em figurações sociais contemporâneas. Revista Cronos, [S. l.], v. 11, n. 2, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/2153. Acesso em: 17 abr. 2024.