Rezas de olhado e quebrante: aspectos simbólicos e performáticos

Autores

  • João Irineu França Neto UEPB

Resumo

Este trabalho analisa os aspectos simbólicos e performáticos nas práticas das rezas de olhado e quebrante, realizadas por rezadeiras e rezadores da Paraíba, que documentamos por meio de pesquisa etnográfica, mediante gravações audiovisuais. A pesquisa fundamentou-se na teoria sobre a vocalidade e performance, estabelecida por Paul Zumthor, em diálogo com a teoria do
imaginário, postulada por Gilbert Durand. As análises são de caráter qualitativo, direcionando-se às depreensões de sentidos das vozes das rezadeiras, registradas nas entrevistas, e suas performances em circunstâncias ritualísticas de seu fazer religioso popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-10-2016

Como Citar

FRANÇA NETO, J. I. Rezas de olhado e quebrante: aspectos simbólicos e performáticos. Revista Cronos, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 114–132, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/8442. Acesso em: 26 set. 2022.