A crise hídrica global e as propostas do Banco Mundial e da ONU para seu enfrentamento

Autores

  • Jairo Bezerra Silva
  • Lemuel Dourado Guerra
  • Antonio Augusto R. Ioris
  • Marcionila Fernandes

Resumo

O presente artigo analisa a crise hídrica global, focalizando: a) o cenário da conferência mundial sobre água, realizada na Holanda em 2000, na qual se estabeleceu a Declaração de Haia, sendo acordado que a água passaria a ser considerada um bem de domínio público e um recurso natural limitado e dotado de valor econômico; b) os elementos ideológicos que perpassam os discursos sobre a escassez de água nos âmbitos global e local, associada a uma discussão dos símbolos, dos mitos e das crenças construídos acerca da crise hídrica mundial; e c) o caráter ‘apocalíptico’ do discurso formulado pelo Banco Mundial relativo à situação hídrica mundial, caso não seja implementado o processo de valoração que objetiva estabelecer a racionalização dos diferentes tipos de uso dos recursos hídricos por meio da precificação do recurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

11/28/2012

Como Citar

SILVA, J. B.; GUERRA, L. D.; IORIS, A. A. R.; FERNANDES, M. A crise hídrica global e as propostas do Banco Mundial e da ONU para seu enfrentamento. Revista Cronos, [S. l.], v. 11, n. 2, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/2159. Acesso em: 17 abr. 2024.