DIVISÃO SEXUAL DO TRABALHO E SEGREGAÇÃO OCUPACIONAL

Um Recorte de Gênero

Autores

  • Ana Monteiro Costa UFPE
  • Marcela Bezerra Ribeiro UFPE
  • Maria Fernanda Gatto UFPE

Palavras-chave:

Trabalho, Segregação Ocupacional, Discriminação de Gênero, Economia Feminista

Resumo

O objetivo deste estudo consiste na realização de uma sucinta análise da divisão sexual do trabalho, motivada pela observação empírica de que existe uma grande disparidade entre os sexos no mercado de trabalho, tanto no quesito de alocação de funções quanto na valorização do serviço de cada um. Utilizando-se da revisão de literatura sobre o tema, reforçada pela análise descritiva de dados comparativos, foi possível concluir que o mercado de trabalho brasileiro está sujeito à segregação ocupacional por gênero, sendo permeado por discriminação e por desvalorização do trabalho feminino, alocando, em grande escala, as mulheres em ocupações precárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07/12/2022

Como Citar

MONTEIRO COSTA, A.; BEZERRA RIBEIRO, M.; GATTO, M. F. DIVISÃO SEXUAL DO TRABALHO E SEGREGAÇÃO OCUPACIONAL: Um Recorte de Gênero. Revista Cronos, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 7–23, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/22047. Acesso em: 25 jun. 2024.