História de vida, subjetividade e violência conjugal

Autores

  • Teresa Cristina Carreteiro UFF
  • Cristine M. Mattar

Resumo

O artigo investiga as relações entre a influência dos discursoshigienista e romântico – que se intensificaram aolongo do século XVIII – na constituição de uma subjetividadefeminina. Estuda uma história de vida marcadapela violência conjugal contra a mulher, silenciada pelasmarcas destes discursos nos dias atuais. A partir doenfoque psicossociológico e sociológico-clínico, discute ahistória de Ana, participante de uma pesquisa sobre violência,e de sua conjugalidade. Neste percurso singular,marcado por discursos familiares, econômicos, sócio-históricose institucionais, destaca, ao final, os episódios quetiveram valor de acontecimento, produzindo rupturas e aelaboração da história de vida estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01/10/2013

Como Citar

CARRETEIRO, T. C.; MATTAR, C. M. História de vida, subjetividade e violência conjugal. Revista Cronos, [S. l.], v. 5, n. 1/2, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/3236. Acesso em: 15 jun. 2024.