O lugar do santo: deslocamentos do mito de São Jorge entre arquiteturas e liturgias nos terreiros de umbanda em João Pessoa

Autores

  • Roncalli Dantas Pinheiro UFPB-PROLING

Resumo

A história de São Jorge, um mártir que nasceu na Capadócia, território pertencente atualmente à Turquia, se deslocou por vários lugares, traduzido de diferentes formas, em diferentes suportes. Em Portugal se fixou na religiosidade católica popular, que se recriou continuamente na tradição oral nas festas de Copus Christhi e representado urbanisticamente pelo castelo. Durante a colonização no Brasil, o Santo Guerreiro entra em contato com Ogum, orixá vindo da africa, gerando uma “divindade” afro-brasileira “acaboclado” nas casas de Umbanda. Esta pesquisa realizada a partir de observação participante entre dois terreiros de religião afro-brasileira, teve como objetivo descrever as relações interculturais existentes na expressão religiosa deste personagem híbrido revelador da complexidade das interações entre as diversas matizes étnicas formadoras da religiosidade popular em João Pessoa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10/04/2016

Como Citar

DANTAS PINHEIRO, R. O lugar do santo: deslocamentos do mito de São Jorge entre arquiteturas e liturgias nos terreiros de umbanda em João Pessoa. Revista Cronos, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 133–154, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/8443. Acesso em: 23 maio. 2024.