DE DESEJO E DE ABANDONO: A VELHICE EM “OS PESADOS LAGARTOS”, DE MOREIRA CAMPOS

Autores

Palavras-chave:

Moreira Campos, Representação, Velhice, Solidão

Resumo

Este artigo analisa a construção do discurso sobre a velhice no conto “Os pesados lagartos”, de Moreira Campos, inserido na obra O puxador de terço (1969). A leitura recai sobre a trajetória da personagem idosa que compõe a narrativa, bem como sobre a relação estabelecida entre ela e demais personagens. O estudo compreende o contexto social no qual a obra se insere, promovendo diálogos entre ambos a fim de evidenciar de que forma a vida social e histórica se configura no conto aludido. Para discutir e estabelecer relações do texto literário com a realidade social, buscamos apoio no método de estudo de Candido (1967), presente no livro Literatura e sociedade. No que concerne à discussão acerca da modernidade manifesta neste estudo, contamos com a contribuição de Berman (2007). As discussões sobre velhice têm como aporte teórico o pensamento de Beauvoir (1990), Secco (1994) e Bosi (1994). A análise demonstrou que a narrativa em foco, compreendendo a velhice em sua dimensão histórica e social, põe em destaque alguns procedimentos excludentes dispensados aos velhos na sociedade moderna capitalista: desvalorização, abandono e ausência de projetos que reintegre os idosos à sociedade fazendo-os sentirem-se úteis.

Palavras-Chaves: Moreira Campos, Representação, Velhice, Solidão. 

Aurélia Bento Alexandre é mestre em Literatura Comparada (PPgEL/UFRN) e professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Rio Grande do Norte - IFRN

Artigo submetido para avaliação em 08/09/2016; publicado em 31/10/2016.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-10-2016

Como Citar

ALEXANDRE, A. B. DE DESEJO E DE ABANDONO: A VELHICE EM “OS PESADOS LAGARTOS”, DE MOREIRA CAMPOS. Imburana: revista do Núcleo Câmara Cascudo de Estudos Norte-Rio-Grandenses, [S. l.], v. 7, n. 13, p. 71–85, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/imburana/article/view/10129. Acesso em: 8 ago. 2022.