TRÊS TERÇOS DE UM ROSÁRIO: APONTAMENTOS SOBRE “ROMARIA”

Autores

  • Maria Betânia Monteiro UFRN

Palavras-chave:

Regionalismo, Tradição, Riso

Resumo

O conto “Romaria” publicado no livro Tempo de estórias (2009), do potiguar Bartolomeu Correia de Melo, apresenta traços de uma obra regionalista, tal como defende Chiappini (2014). Nele são apresentadas as paisagens do local – o sertão do Rio Grande do Norte – mas também a humana e a social, reconstruídas através das personagens e das relações que estabelecem entre si. No presente artigo buscamos compreender como tais paisagens vão sendo arranjadas em um romance regionalista contemporâneo, destacando a função do riso como desmantelador dos valores colocados à mostra. 

Maria Betânia Monteiro é Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, especialista em Literatura Brasileira (UFRN), mestra em Literatura Comparada, vinculada ao grupo de pesquisa Estudos da Modernidade, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGEL-UFRN).

Artigo submetido para avaliação em 08/10/2016; publicado em 16/10/2016.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Betânia Monteiro, UFRN

Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, especialista em Literatura Brasileira (UFRN), mestra em Literatura Comparada, vinculada ao grupo de pesquisa Estudos da Modernidade, pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGEL-UFRN).

Downloads

Publicado

16-10-2016

Como Citar

MONTEIRO, M. B. TRÊS TERÇOS DE UM ROSÁRIO: APONTAMENTOS SOBRE “ROMARIA”. Imburana: revista do Núcleo Câmara Cascudo de Estudos Norte-Rio-Grandenses, [S. l.], v. 7, n. 13, p. 40–58, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/imburana/article/view/10358. Acesso em: 8 ago. 2022.