ENTRE A MEMÓRIA E A CIDADE: A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE NATAL NAS CRÔNICAS DE CÂMARA CASCUDO

  • Annaterra Teixeira de Lima
Palavras-chave: Câmara Cascudo, Natal, Modernismo

Resumo

O  artigo pretende analisa as crônicas do escritor potiguar Luís da Câmara Cascudo, produzidas durante os anos de 1924 a 1929 nos jornais A Imprensa e A República, com o objetivo de refletir o espaço urbano na cena literária modernista norte-rio-grandense. Nessa perspectiva, a leitura das crônicas de Câmara Cascudo privilegiará o espaço urbano como um discurso que alcança a História e o imaginário, ressaltando para a representação das cidades como símbolo social e cultural da modernidade.

Artigo apresentado como requisito de conclusão do curso de Especialização em Literatura e Cultura do Rio Grande do Norte (Núcleo Câmara Cascudo de Estudos Norte-rio-grandeses/UFRN), no ano de 2013, sob orientação do professor Dr. José Luiz Ferreira. 

Annaterra Teixeira de Lima é licenciada em Letras Português, com Especialização em Literatura e Cultura do Rio Grande do Norte, ambos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, e é ocupante do cargo de Secretária Executiva no Instituto Federal do Rio Grande do Norte – IFRN.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
19-08-2016
Como Citar
LIMA, A. T. DE. ENTRE A MEMÓRIA E A CIDADE: A CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE NATAL NAS CRÔNICAS DE CÂMARA CASCUDO. Imburana: revista do Núcleo Câmara Cascudo de Estudos Norte-Rio-Grandenses, v. 5, n. 10, p. 38-52, 19 ago. 2016.