A estrutura argumental dos verbos de ação

Autores

  • Fabiano de Carvalho Araújo
  • Maria Angélica Furtado da Cunha

Resumo

Estrutura Argumental é a relação que um verbo mantém com os seus argumentos, considerando dois aspectos: (1) quantidade de argumentos, que pode variar entre zero e quatro; (2) caso dos argumentos, que podem assumir vários papéis semânticos. Entende-se como argumento o participante nominal que é exigido pelo significado do verbo. Os papéis semânticos indicam o envolvimento do participante no evento expresso pelo verbo; assim, um argumento pode funcionar como agente, paciente, experienciador, entre outros. Este trabalho se propõe investigar os verbos classificados como de ação, analisando os seus argumentos do ponto de vista sintático e semântico. Os dados foram coletados de textos reais de fala e escrita.


Palavras-chave: verbos de ação, argumentos, transitividade, funcionalismo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-10-2009

Como Citar

ARAÚJO, F. de C.; FURTADO DA CUNHA, M. A. A estrutura argumental dos verbos de ação. Revista PublICa, [S. l.], v. 3, n. 1, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/publica/article/view/106. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Humanas e Sociais