PANORAMA E DINÂMICA RECENTE DA ECONOMIA DA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI – RMC.

  • Marília de Souza Castro UFRN
  • Aline Alves de Oliveira UFRN
  • William Eufrásio Nunes Pereira UFRN

Resumo


Durante a década de 1960 há uma reorientação das políticas regionais, e no Nordeste, a SUDENE surge com o objetivo de orientar o processo de industrialização, favorecendo uma nova caracterização do espaço demográfico da região. A ação da SUDENE contribuiu para a concentração regional das indústrias no litoral nordestino, resultando em acelerado crescimento demográfico, principalmente das capitais Salvador, Recife e Fortaleza, que se firmaram como metrópoles e pólos de atração para migrantes do meio rural. Contudo, no intuito de reduzir a polarização em torno da Região Metropolitana de Fortaleza, se faz necessária a criação da RMC - trazendo a oportunidade de desenvolver o interior do estado, Desta forma, o objetivo do trabalho é analisar a dinâmica econômica recente dos municípios da RMC. O período escolhido abrange os anos em que presenciou vultosos investimentos nos municípios do Cariri. Verifica- se que a institucionalização da RMC trouxe para a região novos investimentos do governo estadual em serviços básicos como saúde, transporte e educação técnica e superior, concentrados principalmente nas cidades pólos (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília de Souza Castro, UFRN
Discente do Mestrado Acadêmico Economia Regional – UFRN e Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri – URCA.
Aline Alves de Oliveira, UFRN

Discente do Mestrado Acadêmico Economia Regional – UFRN e Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri – URCA

William Eufrásio Nunes Pereira, UFRN

Doutor em Ciências Sociais (UFRN) – Professor do Departamento de Economia da UFRN

Publicado
30-03-2016
Como Citar
CASTRO, M. DE S.; OLIVEIRA, A. A. DE; PEREIRA, W. E. N. PANORAMA E DINÂMICA RECENTE DA ECONOMIA DA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI – RMC. Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, v. 2, n. 1, 30 mar. 2016.