Análise de componentes principais aplicada à dendrocronologia

Autores

Resumo

Este trabalho utiliza amostras da espécie Imbuia, (Ocotea porosa (Nees & Mart) Barroso), coletadas na cidade de General Carneiro, região Sudeste do Estado do Paraná (26º24’01 25"S 51º24’03 91"O), Brasil, para gerar a série dendrocronológica desta região. As amostras selecionadas para este estudo foram obtidas por meio de Análise de Clusters, que classifica objetos (amostras) com base em suas semelhanças. Com a finalidade de obter a série dendrocronológica, aplicou-se o método estatístico Análise de Componentes Principais (do inglês Principal Component Analysis- PCA). Obtidas as Componentes Principais (Principal Componentes - PCs), reconstruiu-se as séries sem a 1ª PC, sendo uma estimativa da tendência que melhor representa o crescimento natural de todas as árvores do local. A média das séries sem a 1ª PC é a série dendrocronológica. O método de PCA traz diversas vantagens sobre o método tradicional de obtenção da série cronológica como o processamento rápido de dados, uma forma automatizada de remover a tendência natural de crescimento em todas as amostras ao mesmo tempo, e também, o fato de integrar uma ferramenta poderosa, o método dos mínimos quadrados alternados (do inglês Alternating Least Squares – ALS), para estimar ou recuperar falhas de dados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silva, D. O., Universidade do Vale do Paraíba

Possui graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade do Vale do Paraíba - UNIVAP (2016), com ênfase em Estudos Atmosféricos (Avaliação de Impacto Ambiental Atmosférico) sob supervisão do Doutor Eduardo Jorge de Brito Bastos e da Doutora Alessandra Abe Pacini. Bolsista CAPES no Instituto de Pesquisas e Desenvolvimento (IP&D) na Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP) durante o mestrado do Programa de Pós-Graduação em Física e Astronomia (PPGFA), sob orientação do Doutor Alan Prestes (Orientador) e da Doutora Virginia Klausner de Oliveira (Coorientadora), na área de Física/Geofísica Espacial, com foco em Registros Naturais (Dendrocronologia), Relação Sol-Terra, Reconstrução de Padrões Atmosféricos do Clima Passado (Dendroclimatologia) e, Análise de Séries Temporais. Atualmente Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Física e Astronomia (PPGFA) sob orientação da Doutora Virginia Klausner de Oliveira (Orientadora) e do Doutor Alan Prestes (Coorientador) na mesma área estudada e foco similar ao do mestrado realizado.

Klausner, V., Universidade do Vale do Paraíba

Coordenadora do curso de Engenharia Elétrica na Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo - FEAU, da Universidade do Vale do Paraíba ? Univap desde 2017. Atualmente, também é membro do programa de pós-graduação em Física e Astronomia e do programa de pós-graduação em Engenharia Biomédica no Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Possui graduação em Engenharia Elétrica (2005) e mestrado em Física e Astronomia pela Universidade do Vale do Paraíba (2007), e doutorado em geofísica no Observatório Nacional no Rio de Janeiro (2012). Atua na área de processamento de sinais, tendo experiência na utilização, desenvolvimento e aprimoramento de ferramentas de análise Wavelet, funções ortogonais empíricas, transformada Hilbert-Huang, transformada de fourier, métodos estatísticos, técnicas de filtragem de sinais, entre outras. Também, tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Aeronomia e Geofísica espacial, atuando principalmente nos seguintes temas: ionossonda, ionosfera, região f, ondas de gravidade, geomagnetimo, tempestades geomagnéticas, campos magnéticos induzidos por tsunamis e clima espacial. Atualmente, a pesquisadora tem 27 artigos científicos em revistas com política editorial seletiva onde em ~ 50% desses é a primeira autora, e em ~ 30% é a segunda autora o que demonstra a sua indepedência na carreira científica. Também, participou do Projeto de Extensão Universitária Projeto Rondon - Operação João de Barro, em Santa Rosa do Piauí-PI, em 2019.

Prestes, A., Universidade do Vale do Paraíba

Bacharel em Física pela Universidade Federal de Santa Maria (2000), mestrado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2002) e doutorado em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2006). Desde 2007, é pesquisador do Laboratório de Física e Astronomia do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D) da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). Tem experiência na área de Física Solar-Terrestre, atuando principalmente nos seguintes temas: Atividade solar, Relação Sol-Terra-Clima, Meio interplanetário, Atividade Geomagnética, Registros Naturais e Análise de séries temporais.

Macedo, H. G., Universidade do Vale do Paraíba

Graduando em Engenharia da Computação pela Universidade do Vale do Paraíba(UNIVAP). Aluno de iniciação científica no Laboratório de Física e Astronomia do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento(IP&D) com bolsa FAPESP pelo projeto "Análise de Rádio-Emissões Solares Por Meio de Aplicação de Wavelets", de setembro de 2015 à agosto de 2017, e PIBIC pelo mesmo projeto, de setembro de 2017 à julho de 2018. Realizou um período de mobilidade(graduação sanduíche) na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto(FEUP) nos cursos de Engenharia Eletrotécnica e Computadores e Engenharia Informática como bolsista do programa de bolsas ibero-americanas promovido pelo Santander. Tem experiência na área de processamento de sinais, com ênfase na implementação de algoritmos que utilizam as transformadas de Fourier e Wavelet na resolução de problemas em Física e Engenharia.

Publicado

14-06-2022

Como Citar

OLIVEIRA DA SILVA, D.; KLAUSNER, V.; PRESTES, A.; GIMENES MACEDO, H. Análise de componentes principais aplicada à dendrocronologia. Revista de Geociências do Nordeste, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 227–230, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/24096. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos