Análise teórica dos conceitos: Riscos Socioambientais, Vulnerabilidade e Suscetibilidade

  • Ítalo Renan Ferreira Girão Universidade Federal do Ceará - UFC
  • Davi Rodrigues Rabelo
  • Maria Elisa Zanella

Resumo

Considerando o conceito de risco e partindo da forma como o homem se organiza e ocupa o espaço, entende-se que a situação de vulnerabilidade e a suscetibilidade estão postas nas diversas realidades, sendo que as características naturais e as condições sociais e econômicas constituem-se elementos variáveis que influenciam na maior ou menor condição dos mesmos. Para realização da determinação dos riscos socioambientais, consolida-se como fundamental a revisão bibliográfica dos conceitos, que, por sua vez, tiveram seu entendimento resignificado nas últimas décadas. Este trabalho propõe-se apresentar a revisão conceitual dos termos expostos no título, a fim de possibilitar um material que sirva como base para o avanço de programas e projetos associados à prevenção de desastres. Dessa forma, os resultados apontam um avanço no estudo de fontes bibliográficas sobre a temática em questão.

 

Palavras-chave: Revisão conceitual; Desastres; Sociedade e meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AUGUSTO FILHO, O. Carta de Risco de Escorregamentos Quantificada em Ambiente de SIG como Subsídio para Planos de Seguro em Áreas Urbanas: um ensaio em Caraguatatuba (SP). 2001. Tese (Doutorado em Geociências e Meio Ambiente) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2001.

AURÉLIO. Dicionário Aurélio Online. Disponível em: https://dicionariodoaurelio.com/risco. Acesso em: 22 de out de 2016, às 19h12.

JANCZURA, Rosane. Risco ou vulnerabilidade social? Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 11, n. 2, p. 301 - 308, ago./dez. 2012.

LICCO, Eduardo Antonio; SEO, Emilia Satoshi Miyamaru. Perigos e riscos naturais: estudo de caso do Jardim Pantanal. Revista Interfaces. Vol. 8, n. 1, 2013. ISSN 1980-0894.

MENEZES JÚNIOR, E. M.; SILVA, O. G. da. Diferentes percepções para a compreensão do conceito de risco no enfoque ambiental. Revista Casa da Geografia de Sobral. v. 17, n. 2. p. 12-22. Jul. 2015.

NACIONES UNIDAS. Dpto. de Asuntos Humanitarios, DHA. Prevención y mitigación de desastres. N. York, UNDRO, 1984, Volumen 10. 145 pp.

SANTOS, J. de O. Relações entre fragilidade ambiental e vulnerabilidade social na susceptibilidade aos riscos. Revista Mercator. Fortaleza, v. 14, n. 2, p. 75-90, mai./ago. 2015.

SOUZA, L. B. e; ZANELLA, M. E.. Percepção de Riscos Ambientais: Teoria e Aplicações. 2ª Ed. Fortaleza: Edições UC, 2010. 240 p.

TRICART, J. Ecodinâmica. Rio de Janeiro: IBGE, 1977.

VEYRET, Yvette (Org.). Os riscos: o homem como agressor e vítima do meio ambiente. Trad. Dilson Ferreira. São Paulo: Contexto, 2007.

VEYRET, Y.; RICHEMOND, N. M. “O risco, o risco: Definições e vulnerabilidades do risco”. In: VEYRET, Yvette (Org.). Os riscos: o homem como agressor e vítima do meio ambiente. Trad. Dilson Ferreira. São Paulo: Contexto, 2007. 23-80.

ZANELLA, M. E.; DANTAS, E. W. C.; OLÍMPIO, J. L. S. A Vulnerabilidade natural e ambiental do município de Fortaleza/CE. Boletim Goiano de Geografia. Goiânia, v. 31, n. 2, p. 13-27, 2011.

ZANELLA, M. E.; OLÍMPIO, J. L.; COSTA, M. C. L.; DANTAS, E. W. C. Vulnerabilidade socioambiental do baixo curso da bacia hidrográfica do Rio Cocó, Fortaleza-CE. Sociedade & Natureza. Uberlândia, v. 25 n. 2, p. 317-332, mai. 2013.

Publicado
23-05-2018
Como Citar
GIRÃO, ÍTALO R. F.; RABELO, D. R.; ZANELLA, M. E. Análise teórica dos conceitos: Riscos Socioambientais, Vulnerabilidade e Suscetibilidade. Revista de Geociências do Nordeste, v. 4, p. 71-83, 23 maio 2018.