TERRITORIALIDADES LGBTs:

UM ESTUDO DA REPÚBLICA E DO BAIXO AUGUSTA NO CENTRO DA CIDADE DE SÃO PAULO

Resumo

Este estudo, reflexivo, descritivo e exploratório, visa discutir como a população LGBT produz e ocupa os espaços da República e do Baixo Augusta, localizados no centro da cidade de São Paulo, concebidos nesse estudo como territórios, que concentram a diversidade homoerótica. Além de referências conceituais sobre Território e Região Moral, utilizou-se como recurso metodológico depoimentos de seis indivíduos da comunidade LGBT para entender a visão destes sobre os espaços de sociabilidades e encontros na cidade de São Paulo. O estudo mostrou que a região da República e Baixo Augusta, ao mesmo tempo que acolhe a população LGBT, reitera e consagra as desigualdades, legitimadas pela lógica do mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maiara Leite, Universidade do Vale do Paraíba

Mestre em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade do Vale do Paraíba. Professora da Secretaria de Educação do estado de São Paulo.

Valéria Zanetti, Universidade do Vale do Paraíba

Doutora em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora e pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Paraíba. 

Maria Angélica Toniolo, Universidade do Vale do Paraíba

Doutora em Políticas Públicas pela Universidade de Indiana. Professora do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Universidade do Vale do Paraíba.

Publicado
27-07-2020
Como Citar
LEITE, M.; ZANETTI, V.; TONIOLO, M. A. TERRITORIALIDADES LGBTs: . Sociedade e Território, v. 32, n. 1, p. 96-114, 27 jul. 2020.