TERRA, TERRITÓRIO E EDUCAÇÃO: O FECHAMENTO DAS ESCOLAS NO CAMPO NA MESORREGIÃO DO SERTÃO DE ALAGOAS

  • Edilma José SILVA Universidade Federal de Sergipe - UFS
Palavras-chave: Educação do Campo, Fechamento de Escolas, Territórios Camponeses

Resumo

Este artigo é fruto dos primeiros apontamentos da pesquisa de mestrado desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal de Sergipe – PPGEO/UFS e tem como objetivo refletir sobre os impactos socioterritoriais do fechamento das escolas em Territórios Camponeses na mesorregião do Sertão de Alagoas, as quais mesmo não estando integradas a uma educação do campo representam a possibilidade de permanência do sujeito no território camponês, uma vez que a proposta de escolarização no lugar onde se vive pode contribuir para o fortalecimento dos laços com a terra. Na busca por compreender a realidade que apreende as escolas no campo no Sertão de Alagoas, realizou-se uma pesquisa bibliográfica e documental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilma José SILVA, Universidade Federal de Sergipe - UFS
Graduada em Geografia Licienciatura pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL (2014), estudante de Mestrado no Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade federal de Sergipe - PPGEO/UFS.
Publicado
29-09-2015
Como Citar
SILVA, E. J. TERRA, TERRITÓRIO E EDUCAÇÃO: O FECHAMENTO DAS ESCOLAS NO CAMPO NA MESORREGIÃO DO SERTÃO DE ALAGOAS. Sociedade e Território, v. 27, n. 2, p. 111-125, 29 set. 2015.