A música elabora o medo, o ódio e o afeto em Children of God de Kareem Mortimer

Autores

  • Jorge Israel Ortiz Vergara Programa de Pós-graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO http://orcid.org/0000-0003-0699-6518

Resumo

O longa-metragem Children of God (2009) de Kareem Mortimer retrata a homofobia nas Bahamas. Várias histórias paralelas envolvem certa família religiosa e as práticas homossexuais masculinas de alguns de seus membros. Eu analiso o uso da música extra-diegética de Nathan Mathew David e depois discuto aspectos relacionados ao amor e ao amor romântico: 1) na seção de apresentação do longa-metragem (1:00), a música sustenta as imagens de tramas distintas; 2) na última parte da sequência final do longa (1:35:55), a música relaciona e reforça o sentido das imagens; 3) na cena onde os personagens principais dançam em silêncio (58:52) mas o receptor ouve música. O filme ilustra a força da opressão social e sua reprodução. É o triunfo do medo quando as estruturas da educação não permitem ao sujeito manipular seus pensamentos e sentimentos, essa adequação ao mundo é a imagem que o estético deveria ser capaz de expor e desestabilizar, a ocultação do ódio irracional em práticas e sentimentos naturalizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Israel Ortiz Vergara, Programa de Pós-graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO

Jorge Vergara. Mestre em Práticas Interpretativas (2013) e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Estado do Rio de Janerio, UNIRIO.

jorge_ortiz77@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

10-09-2018

Como Citar

ORTIZ VERGARA, J. I. A música elabora o medo, o ódio e o afeto em Children of God de Kareem Mortimer. Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades, [S. l.], v. 12, n. 18, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/13132. Acesso em: 7 fev. 2023.