Tráfico de seres humanos usos e sentidos da categoria nos contextos português e brasileiro

  • Laura Lowenkron Universidade Estadual do Rio de Janeiro Departamento de Políticas e Instituições de Saúde Instituto de Medicina Social Rio de Janeiro
  • Octávio Sacramento Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Departamento de Economia, Sociologia e Gestão Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento Vila Real, Portugal

Resumo


O artigo analisa os usos e sentidos da categoria “tráfico de seres humanos” em Portugal e no Brasil a partir das formas de gestão das mobilidades transnacionais associadas ao trabalho sexual e de seus principais efeitos nos dois países. Dialogando com perspectivas críticas das políticas anti-tráfico hegemônicas, o texto explora como, em nome da defesa dos direitos humanos, essas políticas, no território português, dão suporte ao controle das fronteiras, à repressão da imigração e à tentativa de disciplinar a prostituição e de apaziguar os pânicos morais em torno dela. No Brasil, por sua vez, essas políticas parecem articular-se a esforços do Estado de reverter estereótipos estigmatizantes generificados atribuídos à nação, procurando assegurar atributos de gênero mais valorizados, moral e simbolicamente, na geopolítica mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-01-2018
Como Citar
LOWENKRON, L.; SACRAMENTO, O. Tráfico de seres humanos usos e sentidos da categoria nos contextos português e brasileiro. Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades, v. 11, n. 17, 29 jan. 2018.