Dzi Croquettes e uma estética política do corpo: aproximações entre a fenomenologia e a teoria queer

Autores

  • Avelino Aldo de Lima Neto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Grupo de Pesquisa Estesia - Corpo, Fenomenologia e Movimento
  • Paula Nunes Chaves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Grupo de Pesquisa Estesia - Corpo, Fenomenologia e Movimento
  • Terezinha Petrucia da Nóbrega Universidade Federal do Rio Grande do Norte Grupo de Pesquisa Estesia - Corpo, Fenomenologia e Movimento

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar algumas aproximações introdutórias entre a fenomenologia e a teoria queer. Para tanto, recorre ao documentário Dzi Croquettes – As Internacionais, que pôs em imagens o percurso de um grupo artístico cujos espetáculos reconfiguraram o corpo e a estética da performance no Brasil, notadamente no que concerne às fronteiras dos gêneros e sexualidades. Inicialmente, caracteriza em linhas gerais a atuação do grupo, ao mesmo tempo em que aponta a compreensão de corpo e de expressividade na fenomenologia, elencando as interfaces com os estudos queer. Posteriormente, indica os modos como os corpos abjetos encarnados por Lennie Dale e seus companheiros emergiram como espaços contraprodutivos face às tecnologias sociopolíticas do sexo e do gênero, desvelando uma outra ontologia do sensível. Por fim, retoma-se a radicalização da inerência entre o sujeito e o mundo em ambas as perspectivas. Conclui-se que é no aprofundamento dessa ontologia selvagem que reside a possibilidade da fecundidade teórica, estética e política do cruzamento da fenomenologia e dos estudos queer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-09-2018

Como Citar

NETO, A. A. de L.; CHAVES, P. N.; DA NÓBREGA, T. P. Dzi Croquettes e uma estética política do corpo: aproximações entre a fenomenologia e a teoria queer. Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades, [S. l.], v. 12, n. 18, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/14777. Acesso em: 6 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)