Repetição de exames de bioquímica e o custo associado em um laboratório de análises clínicas privado em Teresina - Piauí

  • Adelina Ramos da Silva Universidade Integral Diferencial
  • Maria Luísa Lima Barreto do Nascimento Universidade Federal do Piauí
  • Andressa Kelly Ferreira e Silva Universidade Federal do Piauí
  • Maria Clara Nolasco Alves Barbosa Faculdade de Ciências Humanas, Exatas e Saúde do Piauí
  • Mateus Henrique de Almeida da Costa Universidade Federal do Piauí
  • Hyan Ribeiro da Silva Centro Universitário Facid wyden
  • Regina Célia da Silva Universidade Federal do Piauí
  • Letícia Thamanda Vieira de Sousa de Sousa Universidade Federal do Piauí
  • Layane Aiala de Sousa Lopes Centro Universitário Santo Agostinho
  • Maria Madalena Corrêa Melo Faculdade Pitágoras de São Luís
  • Alexandre Cardoso dos Reis Faculdade Pitágoras, Brasil
  • Ingridy Dourado Rego UNINOVAFAPI- Centro universitário UNINOVAFAPI
  • Edmilson Allyson Viana Rodrigues Faculdade Pitágoras, Brasil
  • José Ribeiro Silveira Júnior Universidade Federal do Piauí
  • Alice Lima Rosa Mendes Centro Universitário Unifacid
  • Delzianny Oliveira Santos Faculdade Pitágoras, Brasil
Palavras-chave: Análises clínicas; exame; erros; repetições; custos.

Resumo

Ao longo dos anos os laboratórios de análises clínicas vêm ganhando um espaço de destaque no mercado, para um laboratório ser considerado confiável é necessário que o mesmo ofereça resultados seguros aos seus clientes, com isso justifica a necessidade de manter um controle dos seus exames, através de uma repetição dos resultados obtidos a nível confirmatório, além de manter um controle dessas repetições para assim classificar a sua qualidade perante aos resultados obtidos. Diante disso, o referido trabalho tem como objetivo principal, avaliar os diferentes resultados obtidos na repetição dos exames bioquímicos e o a gasto adicional em cada teste. Especificando se ouve a real necessidade de tais repetições através da comparação dos valores do resultado, como também o número de cada tipo de testes feitos e o valor gerado, analisar se diante de tais eventos se faz eficaz o controle de qualidade. Diante dos resultados obtidos conclui-se que é possível avaliar as repetições realizadas em um laboratório de exames bioquímicos e com isso qualificar a eficácia dos resultados e a margem de prejuízo que irá ocasionar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luísa Lima Barreto do Nascimento, Universidade Federal do Piauí

Biomédica, Mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFPI

Andressa Kelly Ferreira e Silva, Universidade Federal do Piauí

Mestre em ciências farmacêuticas - UFPI

Mateus Henrique de Almeida da Costa, Universidade Federal do Piauí

Mestrando em Farmacologia

Hyan Ribeiro da Silva , Centro Universitário Facid wyden

Graduando em Farmácia pelo Centro Universitário Facid wyden, Teresina-PI, Brasil

Regina Célia da Silva , Universidade Federal do Piauí

Ufpi -Farmacêutica - Mestre

Letícia Thamanda Vieira de Sousa de Sousa, Universidade Federal do Piauí

Acadêmica de fármacia

Layane Aiala de Sousa Lopes, Centro Universitário Santo Agostinho

Acadêmica de Medicina

Maria Madalena Corrêa Melo, Faculdade Pitágoras de São Luís

Graduanda em Farmácia pela Faculdade Pitágoras de São Luís

Alexandre Cardoso dos Reis, Faculdade Pitágoras, Brasil

Acadêmico de Farmácia - Faculdade Pitágoras Bacabal

Ingridy Dourado Rego, UNINOVAFAPI- Centro universitário UNINOVAFAPI

Biomedica peloCentro universitário UNINOVAFAPI

Edmilson Allyson Viana Rodrigues, Faculdade Pitágoras, Brasil

Acadêmico de Fármacia

José Ribeiro Silveira Júnior, Universidade Federal do Piauí

Medico pela UFPI

Alice Lima Rosa Mendes, Centro Universitário Unifacid

Acadêmica de Fármacia - Unifacid

Delzianny Oliveira Santos, Faculdade Pitágoras, Brasil

*Graduada em Química Industrial (UFMA)
*Graduanda em Biomedicina (Faculdade Pitágoras Bacabal)
*Pós-graduada em Docência no Ensino Superior (FEBAC) e Gestão Ambiental aplicada à indústria (UNOPAR)
*Docente da Faculdade Pitágoras Bacabal

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução – rdc nº 12, 1ª edição, revista – Brasília: ANVISA, 2012.

BECKER, S. B. Uso de pool de soros como controle interno de qualidade em um laboratório de análises clínicas veterinárias. Trabalho de Conclusão de Curso, Porto Alegre, 2011, p.30.

BELO, R. A., et al. Padronização da qualidade: alinhando melhorias contínuas nos laboratórios de análises clínicas. Revi. Acred. Anal. Clin., v.2, Rio de Janeiro, 2017.

BERLITZ, A. F. Controle da qualidade no laboratório clínico: alinhando melhoria de processos, confiabilidade e segurança do paciente. J. Bras. Patol. Med. Lab., v. 46, n. 5, Rio grande do Sul, 2010, p. 353-363.

CAMPANA, A. G., et al. Tendências em medicina laboratorial. J Bras Patol Med Lab, v. 47, n. 4, Rio de Janeiro, 2011, p. 399-408.

COSTA, A. C., et al. Análise e distribuição dos custos no processo de realização de exames clínicos e toxicológicos sob a ótica do custeio baseado em atividades e tempo (tdabc). Art. Acadêmico da Enegep, Fortaleza – CE, p. 9, 2015.

MENDES, E. M., et al. A importância da qualidade da água reagente no laboratório clínico. J. Bras. Patol. Med. Lab., v. 47, n. 3, São Paulo, 2011.

OLIVEIRA, V. M., et al. Repetição de exames de bioquímica sem laboratório de um hospital público do sudoeste da Bahia, Brasil, e custo associado. J. Bras. Patol Med. Lab., vol.53 no.4, Rio de Janeiro, 2017.

PLEBANI, M. The detection and prevention of errors in laboratory medicine. Ann Clin Biochem, v. 47, Padova – Itália, 2010.

PLEBANI, M. The CCLM contribution to improvements in quality and patient safety. Clin Chem Lab Med, Padova – Itália, 2013.

SILVA, R. B.C. A importância dos indicadores de qualidade na gestão de laboratórios clínicos. Especialização em informática em saúde, UNIFESP, São Paulo, 2016.

SOUZA, R. F.; AMOR, A. L. M. Controle de qualidade de técnicas realizadas nos laboratórios de parasitologia da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Salvador, Bahia. Rev. Bras. Analises Clin., v. 42, n. 2, Salvador - BA, 2010.

TAVARES, G. R., SCHONS, D. C. Proposta do uso de pool de sangue total como controle interno de qualidade em hematologia. J Bras Patol Med Lab., v. 46, n. 3, Rio Grande do Sul, 2010, p. 181-186.

TEIXEIRA, B. R., et al. Normas e rotinas operacionais laboratório de bioquímica. Dissertação de mestrado – UFV, Viçosa – MG, p. 45, 2014.

THOMAS, A. External Quality Assessment in laboratory medicine: is there a rationale to determine frequency of surveys?. Accred Qual Assur, v. 14, 2009.

WATANABE, M., et al. Implantação e implementação das normas das boas práticas laboratoriais (bpl) no laboratório de análises de resíduos da universidade estadual de campinas. Quim. Nova, v. 35, n. 6, Campinas – SP, 2012.

WEBER, C. Garantia da qualidade no setor de bioquímica do laboratório de análises clínicas de um hospital público de porto alegre. Artigo de especialização, Porto alegre – SP, 2012, p. 32.

Publicado
23-10-2020
Como Citar
SILVA, A. R. DA; DO NASCIMENTO, M. L. L. B.; E SILVA, A. K. F.; BARBOSA, M. C. N. A.; DA COSTA, M. H. DE A.; SILVA , H. R. DA; DA SILVA , R. C.; DE SOUSA, L. T. V. DE S.; SOUSA LOPES, L. A. DE; MELO, M. M. C.; DOS REIS, A. C.; REGO, I. D.; RODRIGUES, E. A. V.; JÚNIOR, J. R. S.; ROSA MENDES, A. L.; SANTOS, D. O. Repetição de exames de bioquímica e o custo associado em um laboratório de análises clínicas privado em Teresina - Piauí. Revista de Casos e Consultoria, v. 11, n. 1, p. e11122, 23 out. 2020.
Seção
Artigos