Viver, aprender, mudar: o conhecimento de si como aprendizado mutante

Autores

  • Adeilton Dias Alves UFRN Geovânia da Silva Toscano2
  • Geovânia da Silva Toscano UFPB

Resumo

Este estudo objetiva refletir a respeito da vinculação entre vida, aprendizagem
e mudança, enquanto processo complexo de produção de si mesmo
pelo sujeito humano na interação com o outro. Trata-se de uma investigação de
caráter teórico cujo ponto de partida é a concepção de sistemas vivos, discutida
por autores como Capra (2005), Prigogine (2011), Morin (2005), Maturana e Varela (2001). Apresenta uma discussão sobre o ser humano situando-o na qualidade de sistema vivo, demonstrando como nossa história é marcada por um devir estrutural no qual estamos constantemente mudando. A incerteza nos remete ao absurdo, mas também nos relembra e religa ao nosso sentido de humanidade. Acolhendo a incerteza, talvez seja possível compreender os condicionamentos e as possibilidades que nos fazem, que se
fazem em nós, e que fazem de nós seres que podem experimentar uma sensação de liberdade à medida que avançam em seu processo de autoconhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adeilton Dias Alves, UFRN Geovânia da Silva Toscano2

Doutorando em Ciências Sociais pela UFRN (2015). 

Geovânia da Silva Toscano, UFPB

Professora Adjunta da UFPB e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Humanas da UERN. Doutorado em Ciências Sociais pela UFRN (2006). Líder do Grupo de Pesquisa Ciências Sociais, Cultura e Educação (UFPB).

Downloads

Publicado

11-10-2017

Como Citar

ALVES, A. D.; TOSCANO, G. da S. Viver, aprender, mudar: o conhecimento de si como aprendizado mutante. Revista Cronos, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 72–85, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/12941. Acesso em: 23 jul. 2024.