Zumbis, Mortos-Vivos, Redivivos

Os “Novos” Monstros Do Horror

Autores

  • Igor Carastan Noboa UFRN

DOI:

https://doi.org/10.21680/1982-5560.2018v19n2ID20098

Resumo

Nos últimos anos temos visto de forma recorrente um renascimento de manifestações artísticas com temática do denominado “apocalipse zumbi”, um tipo de destruição das instituições e das próprias sociedades por meio do ataque de um tipo específico de monstro, um morto renascido movido por puro instinto que se alimenta dos vivos. De jogos de videogame a histórias em quadrinhos, de obras audiovisuais caseiras a superproduções hollywoodianas. Esses monstros mobilizam as mais diversas audiências para fazer uma reflexão sobre sua vida, se entreter e se assustar. Aqui analisamos duas obras distintas que lidam com essa temática muito mais de forma esperta de capitalizar no interesse do público sobre o tema do que realmente explorar o tema do zumbi nas sociedades globalizadas contemporâneas.
Palavras-chave: Dia dos Mortos. Guerra Mundial Z. Zumbi. Morto-vivo. Redivivo. Hollywood

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03/16/2020

Como Citar

CARASTAN NOBOA, I. Zumbis, Mortos-Vivos, Redivivos: Os “Novos” Monstros Do Horror . Revista Cronos, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 40–48, 2020. DOI: 10.21680/1982-5560.2018v19n2ID20098. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/20098. Acesso em: 23 fev. 2024.