RASTROS DE UM ENCENADOR EM MOVIMENTO NA MONTAGEM DE “ABOIÁ”.

  • Algoniz Alex Cordeiro Diniz SEEC/RN

Resumo


O presente artigo trata da poética da travessia (DINIZ, 2015) como procedimento pedagógico na formação de novos encenadores, para tanto, além de dialogar teoricamente com (COUTINHO, 2018) “poética do aprender e  (COUTINHO e HADERSHPEK, 2019) “Pedagogia de Si”, o autor, tendo o Grupo de Teatro Archétypos da UFRN como lócus e a experiência encenador na montagem do espetáculo “Aboiá” reflete sua atuação percebendo aproximações e distancias entre o encenar e o ensinar.

Palavras-chave: Caderno de encenação, Encenar, Pedagogia teatral e Grupo de Teatro Archétypos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-07-2020
Como Citar
CORDEIRO DINIZ, A. A. RASTROS DE UM ENCENADOR EM MOVIMENTO NA MONTAGEM DE “ABOIÁ”. Manzuá: Revista de Pesquisa em Artes Cênicas, v. 3, n. 1, p. 43-56, 16 jul. 2020.