Tensões e negociações entre Igreja e Estado: arrazoamentos e acordos polí­ticos em um perí­odo de aceleradas transformações (1883 a 1891)

Autores

  • Rogério Guimarães Malheiros

Palavras-chave:

Igreja, Estado, Disputas Polí­ticas, Católicos e Protestantes, Episcopado brasileiro, Constituições e Decretos

Resumo

O presente trabalho discute os embates políticos e ideológicos entre Igreja e Estado no período de 1883 a 1891. Período este de intensas transformações nos campos político, cultural, econômicos, sociais, entre outros, que propiciaram uma nova forma de se viver e de se pensar no Brasil do final século XIX. Esta narrativa procura evidenciar justamente as transformações políticas e sociais, mais especificamente, as relações entre Igreja e Estado, onde a ênfase maior é dada às ações políticas do Estado e a reaçáo da Igreja nacional e da Igreja na Diocese do Pará ante as prerrogativas de cerceamento de sua esfera de atuaçáo, presentes no decreto 119-A, de 7 de janeiro de 1890, e nos decretos subseqüentes de institucionalizaçáo e obrigatoriedade do Casamento Civil, de Secularizaçáo dos Cemitérios e o da extinçáo do ensino religioso das escolas públicas do país. Os recursos utilizados sáo os próprios textos dos decretos e sua repercussáo na imprensa paraense. Além da bibliografia consultada para melhor embasar nosso trabalho.    

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

12-07-2011

Como Citar

MALHEIROS, R. G. Tensões e negociações entre Igreja e Estado: arrazoamentos e acordos polí­ticos em um perí­odo de aceleradas transformações (1883 a 1891). Mneme - Revista de Humanidades, [S. l.], v. 12, n. 29, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/mneme/article/view/1009. Acesso em: 30 maio. 2024.