Eu te benzo, eu livro, eu te curo: nas teias do ritual de benzeção

  • Elen Cristina Dias de Moura
Palavras-chave: Benzedores, Benzedeiras, Cultura popular, Catolicismo popular

Resumo

Em diferentes regiões do país verificamos a efetiva participaçáo de homens e mulheres envolvidos em práticas religiosas de bênçáos náo oficiais. Sáo os benzedores e as benzedeiras, pessoas portadoras de um poder especial, capazes de controlar as forças desencadeadoras de desequilíbrios físicos, emocionais e espirituais. Por meio de benzimentos, garantem o funcionamento da normalidade desejada, rompendo-se com o desequilíbrio ameaçador da existência. Ao abordamos o ritual de benzeçáo, entendido como expressáo do catolicismo e medicina populares, pretendemos contribuir para a compreensáo das manifestações da cultura popular num contexto contemporâneo. Trata-se de um estudo sobre o povo e suas manifestações, isto é, de pessoas comuns que trazem nas experiências cotidianas um contexto de adaptaçáo à realidade vivida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
25-07-2011
Como Citar
DIAS DE MOURA, E. C. Eu te benzo, eu livro, eu te curo: nas teias do ritual de benzeção. Mneme - Revista de Humanidades, v. 12, n. 29, 25 jul. 2011.